sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Manú

História de Garanhuns - Emanuel Álvaro Leite (Manú) - Desportista, poeta, defensor do Comércio Sport Club, fazia parte da elite dos "players" garanhuenses. Vindo de outras plagas, em pouco tempo estava entrosado com a rapaziada da época, sendo um dos fundadores em 1921 do time acima mencionado. Além de manejar a bola com maestria, era um vate que se destacava entre os demais.

Diz Dumuriê Vasconcelos no G. D. de Abril de 1947: "Emmanuel Leite (Manú) - Perdeu pois Garanhuns um dos  seus melhores amigos e benfeitores. Benfeitor, sim, porque quer cooperando na vida literária de Garanhuns sem celeidade de compartilhar dos chamados centros de cultura, quer conquistando vitórias para os conjuntos sociais locais, nos campos de futebol, em partidas memoráveis contra clubes visitantes de nomeada, Manú Leite contribuiu de modo eficiente com a sua parcela para que a Cidade Serrana fosse conhecida e respeitada lá fora. A ele, portanto, a nossa gratidão. Era casado com Irene Mota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O alfaiate de Garanhuns

João Marques* Luiz Gonzaga cantava uma música que dizia "Sou alfaiate do primeiro ano / Pego na tesoura e vou cortando o pano". Is...