quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Bodas de Vinho do casal Abílio e Emília Valença


Abílio Camilo Cordeiro Valença e Emília Benvinda da Mota Valença, casaram no Vasco, em Pesqueira, no dia 31 de julho de 1895. Abílio filho de José Camilo Valença e Maria Cordeiro da Fonseca Valença; Emília filha de João Tavares da Mota (português) e Maria Benvinda Valença da Mota.


Chegaram em Garanhuns, às cinco da tarde do dia 22 de maio de 1913, numa tarde fria, de chuva fina. Hospedando-se na casa de Maria Luna, parenta da Família, casada com o agente dos Correios, Sr. Lúcio Brasil, à Rua  da Aurora, hoje, Av. Barão do Rio Branco nº 45, de frente para o Nascente e dando esquina, pelo lado direito, com a Rua do Açude, hoje Tomás Maia.


Fotos: (1) - Família Valença no dia da festa (2) - Sr. José Rodrigues da Silva (Zé Batatinha) homenageando os pais de Mons. Adelmar na comemoração dos 70 anos de casamento do casal. (3) -  Homenagem de Mons. Adelmar aos pais na comemoração dos 70 anos de casados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adelmo Arcoverde lança o livro “Viola do Nordeste – Da Cantoria A Viola Progressista”

O professor pernambucano Adelmo Arcoverde lança, quinta-feira (26), às 16h, o livro “Viola do Nordeste – Da Cantoria A Viola Progressista”, ...