sábado, 15 de janeiro de 2022

Casos do passado

A DONZELA - Na condição de comissário de polícia de Garanhuns, no exercício do cargo, depois de registrada queixa na delegacia por parte do pai de uma jovem residente na zona rural, que fora desvirginada por um adversário político da ala liderada pelo Dr. Souto Filho, José Rocha levou-a para sua residência.

O objetivo era evitar que os correligionários do sedutor não influenciasse no sentido de que o genitor retirasse a queixa. Esse propósito transformou-se no momento em que ele pôs os olhos na jovem e dela recebeu um sorriso. A esposa, desconfiou e ficou atenta. Alta hora da noite, julgando que a mulher estava dormindo, José levantou-se e saiu na ponta dos pés pelo corredor em direção ao quarto onde se encontrava a donzela. No momento em que ia empurrar a porta a esposa pigarreou. Sem perder a calma, voltou-se para ela e disse: "Silêncio... Tem ladrão nos pombos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisa mapeia situação de controle interno dos municípios brasileiros

A Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) lançou, nessa segunda-feira (27), o “Diagnóstico dos Controles Internos...