sábado, 1 de janeiro de 2022

Dr. Godofredo do Rego Barros

*Dr. José Francisco de Souza

Grandes Vultos de Garanhuns - Não usamos qualquer estratégia verbal - quando definimos posições políticas e sociais. Acontece naturalmente no seu tempo e no seu devido lugar. O homem é convocado pelas circunstâncias para  prestar serviços à comunidade. Seus atos revelam a sua disposição para o trabalho. Neste sentido, o seu comportamento psicológico deve ser condizente com o seu relacionamento público. Devemos nos conscientizar das nossas próprias atividades. Assim, o problema  nos apresenta sem muita dificuldade. A sua solução já não é  mais um desafio. O simples fato de existir torna o problema um fato condicional. E dentro dessa condição, porém, o homem é livre e pode  ser útil ou inútil. Bom ou mau gosto segundo a sua  própria determinação. Todos nós somos um processo. Na proporção em que o homem se desenvolve, supera-se à si mesmo superando também as suas limitações. A noção de realidade se amplia em toda a sua vida. Não pode, todavia, ser indiferente aos movimentos de alto porte social. Torna-se um árbitro de preservação de  valores perenes. Livre do contágio da rebeldia popular, da massificação, em que a liberdade perde o seu verdadeiro sentido. A vida pública não é só conceitos, é sobretudo realidade. Distanciar-se da realidade é  se deixar dominar pelas ilusões. Exige-se, assim, uma liderança do mais  alto nível. Um controle comunitário. Tal conceito indica o divórcio entre os intelectuais e a  política. Por virtude linear, a cátedra é  separada do parlamentar. O sábio prefere a administração dos livros. Comandar a inteligência de acordo com os parâmetros da cultura é o que  lhe importa. Isto é vital ao carregamento de divisas para o equilíbrio dos valores morais. O mundo político é de conflitos e violência. Por  isto o homem espiritualizado recolhe-se dentro de si mesmo, para  melhor observar a plenitude da vida. Outros porém, começam pela  arte, pela sagrada profissão de amenizar a dor  de seu semelhante. Estabelece um plano mental,  e aos poucos vão conquistando quase todos os degraus da vida. Sentindo o contato da força telúrica de uma cidade, cuja beleza deslumbra o horizonte de um futuro cheio das mais  fagueiras esperanças.

Dr. Godofredo do Rego Barros não era filho de Garanhuns. De outras plagas viera e aqui instalou-se na Farmácia dos Pobres. A sua atividade foi digna de um homem capaz de lutar e vencer. Estudou e foi grande farmacêutico. Depois fez medicina. Foi influente no meio social em que viveu. Inaugurada a Agência do Banco do Brasil, foi um dos grandes amigos dos seus  dirigentes. Por seu intermédio muitos conseguiram iniciar a sua carreira bancária. Logo que  aqui chegou procurou identificar-se.

Assimilou muito bem os costumes e as  necessidades da terra que tanto amou. Desportista de destaque. Foi um dos fundadores do Esporte Clube de Garanhuns. Eleito por unanimidade vice-presidente do rubro-negro. Ingressou na  política local e foi deputado estadual pelo Partido Social Democrático. Foi companheiro de lutas do seu amigo e colega, Dr. Luiz da Silva Guerra. Ao seu lado ajudou construir a sede do Esporte e o seu campo. Muitas vitórias a nossa vida esportiva conquistou. Foi também diretor  do Hospital Dom Moura. Membro do diretório do PSD, cuja atuação foi de  muita independência. Partidário de alma e coração. Homem sincero e  de bons propósitos. Pelos seus serviços prestados à nossa comunidade, a Câmara de Vereadores, agraciou-o com o  Título Honorífico de Cidadão de Garanhuns. Era sobretudo, um homem de atitudes definidas. A sua coragem pessoal muitas vezes o levara a tomar atitudes bruscas e serias. Aqui lutou pela conquista de suas ideias. Era uma personalidade definida. Amigo leal e sincero. Capaz de qualquer no cumprimento do seu dever. Foi um homem público de conduta severa e de caráter. Médico amigo e caridoso.

Dr. Godofredo de Barros foi um dos homens que muito trabalhou  pelo progresso da nossa terra. Nela fechou os  seus olhos e os seus  restos mortais descansam no seio da terra virgem, no Cemitério desta cidade. Foi sem dúvida, mais um vulto da nossa encantadora Garanhuns.

Jornalista, advogado e historiador / Garanhuns, 30 de setembro de 1978.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Datafolha aponta vitória de Lula no primeiro turno com 51% dos votos válidos

Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert ) Brasil 247 - A pesquisa Datafolha , divulgada nesta quinta-feira (18), mostrou vitória ...