sábado, 15 de janeiro de 2022

Dr. José da Rocha Carvalho

Dr. José Francisco de Souza*

Grandes Vultos de Garanhuns  -  Homem de capacidade invulgar. Estudou medicina na Faculdade da terra de todos os Santos. Portador de sólidos conhecimentos humanísticos e por isto tornara-se muito estimado. O fidalgo ambiente de seu  lar preparou para enfrentar condignamente a luta pela vida. Escolheu a nossa terra como a mais próspera seara de suas atividades profissionais. Logo cedo conquistou e dominou a alta  sociedade da sua cidade, por adoção. Atendia a todos com específica cordialidade. Era a própria fidalguia em pessoa. O seu comportamento psicológico era de um cavalheiro. Naquele tempo, a nossa Garanhuns ainda não havia amadurecido para os grandes acontecimentos de sua história. Durante o tempo permaneceu hóspede do Hotel Mota, onde funcionou as Mercedárias (estacionamento). Sem dúvidas Dr. Rocha como era  conhecido, foi autêntico apóstolo da ciência.

Não o sabemos até  que ponto dominava a sua aproximação com o seu colega Dr. Borba Júnior. Segundo  as crônicas da época ele foi  escolhido pelos oposicionistas da política de então - como candidato a prefeito tendo como companheiro o colega Dr. Borba Júnior. Nota-se pelos nomes indicados à competição política que a tendência seria mudar para o melhor. Júlio Brasileiro venceu as eleições e Dr. Borba Júnior foi barbaramente assassinado pelos hecatombistas de 15 de janeiro de 1917. Felizmente o nosso querido médico viveu muitos  anos  entre nós. Aumentou a  sua clientela e prestou grandes e relevantes  serviços a nossa comunidade. 

Assim, num lugar do Sertão denominado de "Algodões", faleceu, depois de cumprir a sua missão aqui neste mundo. Dr. José da Rocha Carvalho - foi um dos  ilustres homens da ciência e letras que honrou a viveu com dignidade. É, pois, mais um vulto da nossa cidade, cuja memória será sempre lembrada com muito amor: "Se a saudade não existisse, eu diria que estou feliz, mas a  saudade é a sombra da luz que passou em nós, sem se apagar". Essa carência do coração, essa fome de presença a que  chamamos de saudade.

*Advogado, jornalista e historiador / Garanhuns, 1 de Abril de 1978.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...