sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Escritor, editor e educador Sidney Rocha vai receber o título de Doutor Honoris Causa da UFPE no dia 28

O escritor, editor e educador Sidney Rocha vai receber o título de Doutor Honoris Causa da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A cerimônia será no próximo dia 28, às 15h, no Auditório Reitor João Alfredo, na Reitoria. A honraria é destinada a pessoas que tenham contribuído para o progresso da Universidade, da região ou do país, ou pela sua atuação em favor das ciências, das letras, das artes ou da cultura. A concessão foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Universitário (Consuni) em junho. A proposta de concessão foi apresentada pelo reitor Alfredo Gomes.

O homenageado nasceu em 1965 na cidade de Juazeiro do Norte, no Estado do Ceará e iniciou sua trajetória como escritor ainda muito jovem, aos 11 anos, enveredando pela literatura popular, com forte influência da cultura oral. Em 1983, Sidney Rocha passou a residir no Recife para cursar Psicologia, quando também passou a atuar ativamente junto à política estudantil. Neste período, alguns de seus textos passaram a ser encenados para o teatro, especialmente no teatro de rua.

Em 1994, Sidney Rocha recebeu o Prêmio Osman Lins de Literatura, uma das principais láureas da literatura de Pernambuco, com seu romance “Sofia, uma ventania para dentro”, publicado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). A partir disso, outras obras vieram: os livros de contos “Matriuska”, “Guerra de Ninguém” e “O destino das metáforas” – este último recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura, em 2011 – e também novos romances: “Fernanflor”, “A estética da indiferença” e “Flashes”, que compõem a recém-finalizada e publicada trilogia “Cromane”.

Em 2010, foi escolhido o autor homenageado da Feira do Livro de Pernambuco. No ano seguinte, foi o autor homenageado da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco. Neste mesmo período integrou, como parte do júri, diversos concursos literários: Prêmio Pernambuco de Literatura, Prêmio Sesc Nacional, Prêmio Jabuti de Literatura, da Câmara Brasileira do Livro, Portugal Telecom, Prêmio Oceanos de Literatura e Prêmio Cepe de Literatura. Atualmente, preside o Conselho Editorial da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe).

Sidney Rocha também tem se dedicado, nos últimos anos, ao fomento da leitura e da escrita nas escolas públicas, por meio de cursos e oficinas. Com isso, ele transcende a sua função de escritor e produtor, e passa a formar artesãos da arte e da cultura das letras. Vale destacar, ainda, seu trabalho como editor, tendo participado da coordenação de cerca de 300 livros publicados nas diversas áreas: Educação, Antropologia, Psicologia, Sociologia, Economia, Arte, Política etc.

Neste mesmo campo, atuou como editor-geral da Coleção Educadores, projeto resultado de parceria do MEC, FNDE e Unesco. Os principais pensadores da área da educação e das humanidades foram editados nessa coleção de 62 volumes, cuja distribuição foi realizada junto às escolas, bibliotecas e universidades públicas, a fim de servir à formação docente. Outro aspecto importante da trajetória de Sidney Rocha é a tradução de suas obras para outros idiomas. Há escritos traduzidos para o inglês, espanhol e alemão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...