quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Garanhuns Antiga


Setembro de 1960 - Jânio Quadros em campanha presidencial, sentado ao lado de Antônio Figueira, na casa do ex-prefeito de Garanhuns, Cel. Francisco Simão dos Santos Figueira. Naquele dia foi realizado um grande comício em nossa cidade, onde estiveram presentes o  governador Cid Sampaio e várias lideranças políticas de Pernambuco e do País. Jânio Quadros foi eleito presidente em 3 de outubro de 1960, pela coligação PTN-PDC-UDN-PR-PL, para o mandato de 1961 a 1965, com 5,6 milhões de votos - a maior votação até então obtida no Brasil - vencendo o marechal Henrique Lott de forma arrasadora, por mais de dois milhões de votos. Governou o Brasil entre 31 de janeiro de 1961 e 25 de agosto de 1961, data em que renunciou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...