sábado, 1 de janeiro de 2022

Garanhuns perde uma grande mulher


João Marques* (10/03/2021)

Ao lado das belezas de Garanhuns, considero a existência aqui de grandes mulheres. Muitas, que não dá para nomear todas. Algumas, relembro. Dona Almira, professora; Dona Sílvia Galvão, esposa de Celso Galvão; Luzinette Laporte, escritora; essas três, mais conhecidas.

Agora, Emília Valença, esposa de Givaldo Calado. Grande mulher, pela sua ação social, política, e simpatia. Filha do inesquecível Amílcar da Mota Valença, um dos maiores homens de Garanhuns. Emília fará muita falta certamente. Sinto realmente o seu afastamento de Garanhuns. E peço a Deus a sua glorificação, e ao povo de Garanhuns que nunca seja esquecida a sua memória.

*Escritor, jornalista, poeta, editor/redator do jornal O Século, autor do Hino de Garanhuns e ex-presidente da Academia de Letras de Garanhuns - ALG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Congresso em Garanhuns debate Direito Penal e Processo Penal

Evento acontece no Hotel Sesc de Garanhuns, nos dias 17/08 e 18/08. As inscrições já estão abertas. Será realizado na próxima quarta e quint...