sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

História de Garanhuns

Monsenhor Afonso Pequeno - Afonso Antero Pequeno era Filho do Coronel Antônio Teixeira Pequeno e D. Maria Antero Pequeno, ambos natural de Icó (CE), nasceu nessa cidade em 24 de Julho de 1871. Seu tio materno, o padre Dr. Francisco Ferreira Antero, o iniciou nos estudos do Latim, Francês, Historia da Pátria, Geografia e Aritmética. Em 1886 deixou Icó, entrando em 1° de março no Seminário de Fortaleza, cujas aulas frequentou até outubro de 1887, tempo em que partiu, em companhia do seu tio, para o Colégio Pio Latino Americano em Roma. Cinco anos foi aluno daquele exímio Colégio, dirigido pelos Padres da Companhia de Jesus. Estudou na Universidade Gregoriana as Sciencias Philosophicas e Mathematicas, em que é Bacharel, não doutorando-se porque grave doença,  o colocou às portas da morte, e o obrigou a deixar a Cidade Eterna em Maio de 1892.

Recolheu-se então ao Seminário de Olinda, onde fez o curso Teológico com o D. João Esberard, então Bispo de Olinda, que lhe conferiu a Tonsura e Ordens Menores na Matriz da Boa Vista no Recife em 15 de agosto de 1892. Entre 14 e 21 de Janeiro de 1894 recebeu o Subdiaconato 

Logo em Fevereiro deixou Pernambuco, acompanhando D. Maia ao Sul, indo com ele morar em Nova Friburgo, visto que a episcopal Cidade de Niterói estava transformada em praça de guerra devido à revolta naval em Nova Friburgo, terminando seus estudos sobre a direção do bispo e de um padre Jesuíta do Colégio Anchieta, ordenando-se Sacerdote na Matriz daquela Cidade em 19 de Agosto de 1894, e celebrando no dia seguinte sua primeira missa na capela de N. S. das Dores do Colégio das Irmãs de Santa Dorothéa.

Em 1895 a Santa Sé transferiu a sede do Bispado de Niterói para Campos dos Goytacazes e Mons. Afonso Pequeno acompanhou o prelado à nova sede.

Em 1896 foi vice-reitor do Seminário da Sagrada Família, que neste ano o bispo abriu sob sua imediata direção e em seu próprio palácio. Em fins de 1887, tendo à Santa Sé transferido de novo a sede e também o Titulo do Bispado de Niterói para Petrópolis, nova Capital do Estado do Rio de Janeiro, foi o Mons. Afonso Pequeno como secretario particular de D. Maia morar naquela formosa cidade. Achava-se passando o inverno de 1899 com sua família no Icó, quando o Bispo de Petrópolis, de volta do Concilio Plenário da América Latina, veio ao Ceará e foi até ele em visita à família do seu secretario, entregando-lhe nesta ocasião o titulo, com que o Santo Padre o agraciara, de Monsenhor Camareiro Secreto de Sua Santidade.

No ano seguinte indo D. Maia ao Congresso Católico da Bahia e a Roma em Peregrinação do Ano Jubilar, Mons. Afonso Pequeno ficou seis meses governando o bispado. Exercia este cargo, quando foi nomeado em 07 de Agosto de 1900,  Prelado Doméstico de Sua Santidade.

Agravando-lhes os incômodos de saúde, teve que deixar seu querido Bispo e depois de demorar-se algum tempo em tratamento no Rio e na Bahia, estabeleceu-se em Janeiro de 1901 no Seminário de Olinda, procurando segunda vez o restabelecimento de sua saúde. 

Sacerdote exemplar e culto assumiu a Paróquia de Belmonte no dia 06 de janeiro de 1903, ficando encarregado também das Paróquias de Vila Bela e Floresta.

O Mons. Afonso Antero Pequeno permaneceu na Paróquia de Belmonte até 12/03/1907, sendo transferido para Garanhuns-PE.

Em Garanhuns o Mons. Afonso Pequeno, primo do Mons. Antero e vigário da Paróquia de Garanhuns desde 1908, conseguem a fundação em 1912, do colégio das meninas (Santa Sofia) e, ao entregar a paróquia ao Cônego Benígno Lyra, exigiu dele o compromisso de fundar o colégio dos meninos. Em 1915 fundam o Colégio dos meninos (Colégio Diocesano). Faleceu em  Garanhuns no dia 26/03/1918. 

Fonte: http://seridoinsurgente.blogspot.com

Foto: Mons. Afonso Pequeno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Concurso Prefeitura de Paranatama – PE: 180 vagas imediatas; até R$ 8 mil

Já está em andamento o concurso da Prefeitura de Paranatama, que oferta 180 vagas imediatas, com ganhos na faixa entre um salário-mínimo e R...