quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

História de Garanhuns

Alberto da Silva Rêgo*

Antônio Cardeal de Azevedo Filho - Irmão de minha avô Cecília, era casado com Lêucia Farias. Cinco foram os seus  filhos, sendo Antônio Eutímio de Azevedo um deles. Oriundo de pais ricos, no entanto, com o fim da escravatura (1888), sofreu na sua atividade de fazendeiro a mudança socioeconômica então verificada. Herdara com Félix Correia uma propriedade - Serra da Pedra, situada em Brejão. Um dia vendeu a sua parte e  partiu para o Pará, entusiasmado com o que ouvira falar sobre a "borracha", que estava enriquecendo muita gente. Mas, desiludido, em pouco tempo, retornou à terra de sua esposa, onde construiu uma casa e foi cuidar da fazenda "Grande Oriente", pertencente a seu filho Antônio. Com a venda desta  a João Marques de Oliveira, resolveu ir com uma irmã, residir junto a seus familiares, em Garanhuns, precisamente, na rua  do Recife, em casa que fora de José Bezerra. Faleceu em Recife, com 81 anos de idade, no dia 8 de setembro de 1945. 

*Fonte: Os Aldeões de Garanhuns / Alberto da Silva Rêgo / 1987.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Moraes faz discurso duro e repleto de recados a Bolsonaro em posse como presidente do TSE

Alexandre de Moraes (Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE) Brasil 247 - Em discurso de posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE...