quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

História de Garanhuns


Carlos Janduy*

Maurilo Campos Matos - Poeta, compositor, artista plástico, crítico literário, odontólogo, ele era respeitado em todas áreas que atuava. Ele deixou obras que só honraram os artistas de Garanhuns. Se publicadas como se espera, poderá vir a ser conhecido o poeta em todo país. A estátua do  menino, na Praça João Pessoa, foi restaurada por ele.

Era da Academia de Letras de Garanhuns. Foi seu presidente, bem como do Grêmio Cultural Ruber van der Linden. Maurilo Matos, nascido em 1927, pôde acompanhar  a antiga e a nova gerações de intelectuais desta cidade. E demonstrava esforços pela efetivação dos novos. Identificava-se com todos, arrancando admiração e respeito. Entre tantas coisas boas que fez, deixou trabalho eloquente sobre o Patrono da Cadeira 10, Ruber van der Linden, na Academia de Letras de Garanhuns. A sua participação, com poesias, nos jornais O Monitor e Jornal de Garanhuns (por último em O Século), se deram nas décadas de 50, 60 e 70.

À Academia de Letras de Garanhuns cabe guardar a memória, tornando esse grande poeta mais conhecido. À Garanhuns, a lembrança, as homenagens de reconhecimento, para que não venha o poeta Maurilo Campos Matos realmente morrer.

O poeta Maurilo Matos expirou, em  Recife, quando era a tarde da quarta-feira, dia 3/3/2004.  Completaria 77 anos de idade. Mas, para consolo, outro poeta já disse que "O poeta nunca morre". E quando se dá sua morte, é no esquecimento. Maurilo Matos, que deixou sua poesia granítica em muro do Espaço Cultural Luís Jardim, não será esquecido aqui, certamente. Pela poesia e pela amizade, esse homem de saber terá sempre o seu nome entre os imortais da terra.

Maurilo Matos

"Garanhuns minha menina

 eu te amo de verdade

 e empresto à tua neblina 

os meus olhos de saudade

 enquanto embalo meus sonhos

 iguais papagaios risonhos

 sobrevoando a cidade"


Foto: Mural do Espaço Cultural Luís Jardim no centro de Garanhuns, homenagem ao nosso poeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...