sábado, 22 de janeiro de 2022

História de Garanhuns


Edezildo Barros Corrêa (foto) - Nasceu no dia 23 de abril de 1926, em Garanhuns, Estado de Pernambuco.

Iniciou seus estudos no Colégio Evangélico XV de Novembro, tendo depois se matriculado no Colégio Diocesano de Garanhuns, em curso noturno, indo trabalhar como Estafeta no Banco de Garanhuns, depois incorporado ao Banco do Estado de Pernambuco, passando a residir em Recife e lá estudando no  Colégio Americano Batista.

Aos 18 anos foi incorporado ao Exército, no ano de 1944, durante a 2ª Guerra Mundial, sendo licenciado em  dezembro de 1945. Ex-Combatente da Força do Exército por ter servido em Zona de Guerra nos limites de  nossa Pátria durante a 2ª Guerra Mundial.

Após ter saído do Exército permaneceu no recife, indo trabalhar na Singer onde conheceu sua esposa Dalva Arnaud Corrêa. No dia 21 de dezembro de 1950 contraiu matrimônio, e deste consórcio nasceram 3 filhos.

Em 1953 tomou posse no Banco do Brasil, na cidade de Salvador, Bahia, servindo apenas 11 meses, sendo transferido em 1954 para São Paulo.

Em São Paulo cursou a Faculdade de Teologia, vindo a  colar grau em 1967.

Foi ordenado Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil em 9 de junho de 1968. Servindo ao Banco e à Igreja, optou por aposentar-se por tempo de serviço pelo INPS a fim de dedicar-se mais à Igreja.


Livro - Fatos Cômicos - Situações Engraçadas da Vida Real -  Edezildo Barros Corrêa - 1ª Edição em 1993 

Em 1979 deu início a este livro que, após 14 anos, entrega aos seus colegas aposentados e aos da ativa, bem como à classe bancária, com votos de um bom divertimento com a leitura destes contos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

A presença do filme “Coração de Neon” em Cannes, na França, pode estar abrindo uma nova fase do cinema brasileiro. A produção curitibana aca...