quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

História de Garanhuns

REGIÃO DA SERRA DO ARAROBÁ - Era chamada Ararobá a região montanhosa, onde estão localizadas, além de muitas outras, as serras do Ararobá, do Cachorro, do Gavião e Jacarará, em cujas duas últimas nasce o rio Capibaribe, que até a confrontação com  a serra do Cachorro, pelo norte, serve de limite à referida região, que pelo sul é limitada pelo sopé da cordilheira, em direção ao poente, até os limites dos Municípios de Arcoverde e Sertânia, e por este limite até o do Estado da Paraíba, e com ele se dividindo, vai até os limites atuais dos Municípios de Poção e Brejo da Madre de Deus, e daí às serras do Gavião e Jaracará.

Conforme depoimento de Antônio Vieira de Melo, como testemunha em causa cível, em 22 de julho de 1741, cujos autos pertencem ao arquivo do primeiro cartório de Garanhuns, e que consideramos insuspeito, essa região foi indebitamente apossada por João Fernandes Vieira, quando Governador da Capitania de Pernambuco, por intermédio de um seu procurados chamado Manoel Caldeira, sem que para tanto tivesse concessão Real ou  de outro Governador da Capitania, de gestão anterior à sua.

Tempos depois de ter sido iniciado o cultivamento das terras e o povoamento da região, pelo aludido procurador, João Fernandes Vieira vendeu quase toda terra apossada a Manoel da Fonsêca Rêgo, e, a que restou, deu por esmola à Congregação de São Felipe Neri, que mais tarde anexou também às terras adquiridas por Manoel da Fonsêca Rêgo, mediante a compra das mesmas.

Toda essa região integrava a freguesia de Nossa Senhora da Luz, da Jurisdição de Olinda, até que, por volta do ano de 1700, foram instaladas em Garanhuns, conjuntamente, a freguesia de Santo Antônio do Ararobá e o julgado que se denominou de  "Capitania do Ararobá", tendo sido incluídos a esse imenso território do julgado aproximadamente 30.000 quilômetros quadrados. O trecho que vai das serras do gavião e Jacarará, para o poente, pertence, também, à freguesia de Nossa Senhora da Luz. As terras que acompanhavam as margens do rio Capibaribe, para o nascente, eram integrantes do território da freguesia de Santo Antônio de Tracunhaém, também pertencente à Jurisdição de Olinda.

João Fernandes Vieira era natural da Ilha da Madeira, residente no Brasil, filho de Francisco de Ornela Muniz, teve mercê da comenda de Santa Eugênia de Ala, no bispado de Miranda, na Ordem de Cristo, de que era feito Cavalheiro, e também do título do Conselho de Guerra e do Governo do Maranhão, por seis anos, com obrigação de descobrir no rio Amazonas as minas de ouro que diziam existir, em 2 de maio de 1652, pelos serviços prestados na Capitania de Pernambuco, com grande astúcia e ânimo, como soldado, capitão e mestre de campo, combatendo os holandeses e consumindo muito da sua fazenda no pagamento de infantaria e no culto divino.

Era fidalgo da Casa Real, por alvará de 30 de setembro de 1652, e teve mais a comenda de São Pedro de Ferrados, na Ordem de Cristo, e a alcaiadoria-mór de Pinhel, além do poder de tirar por uma vez da Capitania de Pernambuco quatrocentas caixas de açúcar, livres dos direitos de dízima e sisa na alfândega de Lisboa, tudo por mercê de 22 de maio de 1654. Acabados os três anos de governo de Angola, de que se lhe havia também feito mercê, podia continuar mais três anos, independentemente de governar a Paraíba. Teve mais uma grande sesmaria no Rio Grande do Norte, concedida em 20 de novembro de 1668 e a superintendência e o uso de toda jurisdição que lhe fosse necessária no tocante às fortificações de Pernambuco e mais capitanias do Norte em 19 de 19 de outubro de 1674.

Casou-se em Pernambuco com dona Maria César, filha de Francisco Berenguer de Andrade, fidalgo da Ilha da Madeira, e de sua mulher dona Joana de Albuquerque. Sobre este agraciado muito já têm escrito os nossos historiadores, pois, foi figura máxima da expulsão dos holandeses no Brasil. (Fonte: História de Garanhuns - Alfredo Leite Cavalcanti (Foto) - Volume I - Outubro de 1968Foi mantida a grafia da época).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Datafolha aponta vitória de Lula no primeiro turno com 51% dos votos válidos

Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert ) Brasil 247 - A pesquisa Datafolha , divulgada nesta quinta-feira (18), mostrou vitória ...