sábado, 15 de janeiro de 2022

História de Garanhuns

Manoel Cândido da Silva - Filho de Manoel Cândido da Silva e de Maria Francisca da Conceição, nasceu em 31 de agosto de 1924.

Era casado com a senhora Maria Auxiliadora Pontes da Silva, cujo casamento nasceram cinco filhos.

Dedé Cândido (carinhosamente chamado pelos amigos e familiares), começou a vida exercendo a profissão de mecânico de oficina, e outras atividades tais como: caminhoneiro, comerciante no ramo de  estivas, agropecuarista...).

Entre todas essas profissões demonstrou ser um homem honesto, tendo conseguido formar um vultoso patrimônio; como o Armazém Dois Irmão, Cardeal,  C. Pontes. Portador de uma conduta inatacável, conseguiu um círculo de amizade com todos os  segmentos da sociedade.

Após vários anos de trabalho, se aposentou como comerciante.

Como recompensa dos trabalhos prestados a  sociedade de Garanhuns, recebeu de várias entidades:

Medalha do Sesquicentenário do Poder Legislativo e Diploma pelos serviços prestados.

Diploma do  Movimento Brasileiro de  Alfabetização (Mobral).

Diploma da Rádio Difusora pelo desenvolvimento dos esportes nesta cidade e Agreste Meridional.

Diploma de Cidadão do Município de Águas Belas.

Diploma da Polícia Militar de Pernambuco.

Diploma da Câmara Municipal de Garanhuns pelos serviços prestados.

Diploma de honra mérito outorgado pela Polícia Militar de Pernambuco.

Medalha de Honra Mérito do Exército Brasileiro pelos serviços prestados ao Rotary Club de Garanhuns.

Presidente da Associação Comercial de Garanhuns.

Presidente da Associação Garanhuense de Atletismo - AGA.

Diploma do Colégio Santa Sofia da turma Virgem Maria.

Diploma do Esporte Club de Garanhuns.

Participação política na gestão de Ivo Amaral (Prefeito e Deputado) e outros.

Participação política na gestão Ayron Rios (Deputado Federal).

Como se vê o cidadão Manoel Cândido da Silva, tinha um currículo invejável, que só homens de  bem conseguem possuí-lo. 

Manoel Cândido da Silva faleceu no dia 06 de outubro de 2014.

(Texto transcrito do jornal Cidade de 25 de Outubro de 2014).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...