domingo, 16 de janeiro de 2022

História de Garanhuns


João Tude de Melo - João Evangelista Tude de Melo, nasceu em 27 de dezembro de 1896 na Fazenda Mata do Diogo, em Garanhuns. Foi um dos pioneiros do transporte coletivo no Nordeste do Brasil. Arrimo de família, o empresário Tude de Melo, começou a trabalhar aos 12 anos como carregador de bagagens, aos 15 já era mecânico e aos 18, motorista de caminhão desde que sua mãe, Leonor Tude de Melo, ficou viúva. Mais tarde, conseguiu instalar sua própria oficina, depois de trocar seu velho Ford por um terreno em Garanhuns situado à Rua Ari Barroso, que pertencia a Dario Rêgo. 

O jovem mecânico de macacão sujo de óleo não tinha hora para descanso. Sem muito capital, mas contando com seu próprio esforço e entusiasmo, consegue abrir sua oficina mecânica, inicia sua frota de caminhões e se tornou o principal transportador de cargas de Garanhuns e das redondezas.

No final dos anos 30, a empresa passou a construir suas próprias carrocerias. Nessa época, Tude de Melo projetou o primeiro ônibus com motor interno do País - o primeiro com frente reta da América do Sul. Era uma configuração bastante avançada para a época, quando ainda circulavam os ônibus com motor externo, conhecidos como "jardineiras", que durariam até os anos 1960.

Os ônibus de João Tude foram requisitados para transportar as tropas revolucionárias na revolução de "30". Passada a revolução, a empresa João Tude Melo já procurava estabelecer horários certos de saída e chegada, seguros contra acidente, cadeiras numeradas e lotação definida.  Ele queria transportar pessoas, e assim nasceu, em 1932, a empresa João Tude de Melo. Em 1934, a empresa estabeleceu a primeira linha regular de ônibus do Nordeste, ligando Garanhuns a Recife. O trecho de 250 km era então percorrido em 15 horas por estradas de terra e os ônibus eram vulgarmente chamados de "sopas".   Em 1940, com 44 anos, a empresa introduziu as linhas Recife-Rio de Janeiro e Recife-São Paulo. Nos anos seguintes lançou o primeiro serviço leito do Nordeste. Era uma referência entre as demais viações e também entre as montadoras de caminhões e ônibus.

Em 1952, a pedido do Governador do estado na época, Agamenon Magalhães, a empresa João Tude de Melo transferiu-se de Garanhuns para o Recife, e mudou a razão social para Auto Viação Progresso Ltda.  O Sr. João Evangelista Tude de Melo, faleceu em janeiro de 1981 no Recife.

Terminal Rodoviário João Tude de Melo - Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Ivo Tinô do Amaral (404/1984), denominou o Terminal Rodoviário de Garanhuns de “João Tude de Melo”. O projeto foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa de Pernambuco e sancionado pelo governador Roberto Magalhães. O Terminal Rodoviário foi construído no Governo de Eraldo Gueiros Leite (1971/1975).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisa mapeia situação de controle interno dos municípios brasileiros

A Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) lançou, nessa segunda-feira (27), o “Diagnóstico dos Controles Internos...