quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

História de Garanhuns


ASSOCIAÇÃO GARANHUENSE DE ATLETISMO (AGA)  - Fundada graças a iniciativa de sete rapazes, com sede inicialmente na Rua Dr. José Mariano, chamada Rua do Recife na época.

Tudo começou nos encontros, quase diários, que os pioneiros na história da AGA mantinham, à noite, no Café e Restaurante Ítalo-Brasileiro. Faziam parte do grupo Aluysio Gomes Cabral, José Mota, Anthero Wanderley, Jayme Luna, Lourival Wanderley, Antônio Soares e Severino Pessoa.


Eles estavam preocupados com o afastamento de qualquer atividade esportiva e social do dois únicos clubes existentes na Terra do Magano: o Comércio e o Sport Club de Garanhuns. E com o sucesso do time de pelada da turma, o São Cristóvão, os sete rapazes começaram a sonhar mais alto e foi quando surgiu a ideia de fundação de uma grande agremiação, com projeção em todo interior a até na capital do Estado.

A Associação Garanhuense de Atletismo terminaria por se fundir com o Comércio Futebol Clube, ocupando a lacuna deixada pelas duas tradicionais agremiações da cidade e superando as expectativas ao se transformar no local preferido para os mais importantes eventos da terra de Simôa Gomes.

Aos pioneiros dos primeiros tempos, surgiram diversos nomes que tiveram importância na história do clube, ocupando a presidência ou outros cargos relevantes na agremiação. Manoel e João Cândido, Gerson Emery (que hoje dá nome ao estádio), Ivo Amaral, Severiano Moraes, Luciano Zacarias, José Bezerra, Onias Lima, Carlindo Barros Lopes, Abimael de Oliveira Santos e o atual presidente Nilo Almeida, cada um a seu modo contribuindo com o crescimento da Associação Garanhuense de Atletismo.

José Bezerra fez a atual sede, Luciano Zacarias fez o parque aquático, Ivo Amaral preservou o patrimônio e aumentou o número de sócios, cada um lutou como pôde para defender o nome da AGA.

CLUBE VENCEDOR - A AGA chegou a manter durante muito tempo equipes de Futebol de salão, Voleibol e Natação conquistando títulos também nesses esportes e revelando talentos para o Brasil. Mas o forte mesmo sempre esteve no seu futebol. O Campo foi inaugurado em setembro de 1955 e desde aquele momento tornou-se o maior ponto de apoio ao clube e palco das mais brilhantes conquistas desde então.

A equipe passou a fazer sua história no futebol conquistando vários títulos, dentre eles destaca-se: Tricampeão de Garanhuns, Campeão Pernambucano de Futebol Amador em 1968, 1969 e 1972. Campeão do Interior em 2003, Tri Campeão da Copa do Interior em 1972 (época também da colocação do alambrado), sendo esse título precedido de uma campanha memorável e de um jogo emocionante: vitória sobre o Santa Cruz de Carpina por 5 a 2. Essa vitória ficou marcada na memória do torcedor e em sua homenagem os Vocalistas da Saudade, grupo musical de renome na época, gravou uma música muito executada nas emissoras. Os títulos continuaram sendo conquistados e a AGA, prestigiadíssimo, chegou a marca de 1.400 sócios. Chegou também a ser heptacampeã de Garanhuns. Em 1979, ano do Centenário de Garanhuns, foram colocados os refletores no seu estádio, já denominado de Gerson Emery (numa justa homenagem a um dos mais brilhantes presidentes que já passaram pelo clube). A ocasião foi marcada inclusive com uma partida de futebol amistosa tendo o Sport Club do Recife como adversário. Entre 1985 a 1986 o futebol do clube foi desativado, retornando em 2000 quando o clube se profissionalizou. Chegou a ser quarto colocada no estadual do ano de 2003.

Laércio Peixoto, grande desportista garanhuense, acompanhou por muitos anos a história do clube AGA, participou sobretudo dos grandes times de futebol que foram montados pela Associação. 

Laércio Peixoto  lembrava com carinho das campanhas da AGA no Campeonato Pernambucano da Primeira Divisão, até 2004, quando enfrentou de igual para igual os times do Recife, como Sport, Náutico e Santa Cruz. "Fomos campeões da segunda divisão no ano 2000 e fizemos belos campeonatos, já na primeira divisão, em 2001, 2002 e 2003.

A AGA passou 18 anos com o seu departamento de futebol desativado, montou um time na gestão de Alfredo farias, se profissionalizou e fez bonito.

O Sr. Onias Lima está no clube desde 1947, já tendo sido presidente, vice-presidente e secretário várias vezes.

Mas a Associação Garanhuense de Atletismo com seu padrão preto e branco, herança do Comércio Futebol Clube, não é só futebol. É também o seu grande salão social (nas cores azul e branco, diferentemente das cores do time) é o seu parque aquático, o restaurante, a sauna, o clube de sinuqueiros e o salão de jogos.

Desde a AGA modesta na Rua do Recife, vítima de um incêndio em pleno baile de carnaval, até a Associação imponente de hoje, mais viva do que nunca, a AGA é um patrimônio de Garanhuns.

Hoje o clube conta com 400 Sócios patrimoniais, uma Gama de serviços em parcerias e administração própria a disposição dos sócios e da Sociedade, tais como : Restaurante, Lanchonete, Salão de Festas, Salão de Jogos, Estádio de futebol, Parque Aquático, Sauna.


PRESIDENTES - A primeira  diretoria eleita foi empossada em 7 de setembro seguinte, e ficou assim constituída: Presidente - José Gaspar da Silva, Vice-presidente - Mário Sarmento Pereira de Lira, Primeiro Secretário - Carlos Maurício Wanderley, Segundo Secretário - Josemir Rosa Correia, Tesoureiro - José Mota da Silva Rosa, Vice Tesoureiro - José Bezerra Neto, Orador - Sátiro Ivo Júnior, Vice Orador - Jaime de Oliveira Luna, Diretor e Vice-Diretor de Desportos: Lourival  Wanderley e Manoel (Manoel Português) respectivamente. Diretor e Vice-Diretor Técnico, Amâncio Nunes da Silva e Severino Pessoa de Albuquerque. Comissão de Polícia - Alfredo Leite Cavalcanti, Odilon Barbosa de Queiros, Aloysio Gomes Cabral e Jorge Lins Caldas, e Presidente de Honra - O Desembargador Joaquim Maurício Wanderley.


Em 1935 a sua diretoria era desse modo composta: Presidente - Dr. Mário Sampaio Matos, Vice-Presidente, Artur Goulard, Primeiro Secretário, Dr. Antonio Viana, Segundo Secretário - Acácio de Oliveira Luna, Tesoureiro - Tranquilino Viana, Vice Tesoureiro - Arnóbio Pinto, Diretores de Esportes - Antero Wanderley e Demerval Matos, Diretor de Xadrez - Elmano Amorim e Reinaldo Alves, Comissão Fiscal - Álvaro Brasileiro Viana, Dorval Santos e Fausto Lemos. 


1953 - José Bezerra Sobrinho (não terminou o mandato);

1954 - Raimundo Clemente da Rocha;

1955 - Dr. Rodrigues Carvalho (não terminou o mandato);

1956 - Antônio Pereira da Silva;

1957 - Orlando Wanderley;

1958/1959 - Severiano Ferreira de Moraes Filho - Vice: Aguinaldo Barros e Silva;

1959/1960 -  Severiano Ferreira de Moraes Filho Vice: Aguinaldo Barros e Silva;

1960/1961 -  Severiano Ferreira de Moraes Filho Vice: Aguinaldo Barros e Silva;


1961/1962 - Júlio Pires Ferreira - Vice: Dr. Elísio Alves Pinto;

1962/1963 - Júlio Pires Ferreira;

1963/1964 - Antônio Pereira da Silva;

1964/1965 - Pedro da Silva Maia - Vice: Onias Lima;

1965/1966 - Aarão Cavalcanti Lima - Vice: Silvio Apolinário de Araújo;

1966/1967 - Aarão Cavalcanti Lima - Vice: Silvio Apolinário de Araújo;

1967/1968 - Manoel Cândido da Silva - Vice: Edson Dourado;

1968/1969 - Manoel Cândido da Silva - Vice: Edson Dourado;

1969/1970 - Manoel Cândido da Silva - Vice: Edson Dourado;

1970/1971 - Ivo Tinô do Amaral - Vice: Edval Lopes Monteiro;

1971/1972 - Ivo Tinô do Amaral - Vice: Edval Lopes Monteiro;

1972/1973 - José Estevão dos Santos - Vice: Orlando Wanderley;

1973/1974 - João Cândido da Silva - Vice: José Luciano de Oliveira;

1974/1975 - Elísio Alves Pinto - Vice: Orlando Wanderley;

1975/1976 - João Cândido da Silva - Vice: Antônio Pereira da Silva;

1976/1977 - Edjasme Silvestre de Freitas - Vice: Jurandy Pessoa de Araújo;

1977/1978 - João Cândido da Silva - Vice: Ivaldo de Oliveira;

1978/1979 - José Pereira Sobral Filho - Vice: Abimael de Oliveira Santos (renunciou);

Outubro de 1978/1981 - Junta Governativa: Abimael de Oliveira Santos, Valmir Leal Barros e José Alberto de Lima;

1981/1982 - Valmir Leal Barros - Vice: Valdir Santos;

1982/1983 - Thiago Vicente Ferreira - Vice: José Mendes (renunciou em maio de 1983);

1983/1984 - Junta Governativa - José Luciano, Antônio Alves de Lima, José Mendes, Ailton Machado, Flávio Wanderley e Ivan de Oliveira Gomes;

1984/1985 - João Cândido da Silva - Vice: Abimael de Oliveira Santos;

1985/1986 - Paulo Barbosa da Silva - Vice: Otaviano Ferreira de Almeida;

1986/1978 - Paulo Barbosa da Silva - Vice: Otaviano Ferreira de Almeida;

1987/1988 - Paulo Barbosa da Silva - Vice: Otaviano Ferreira de Almeida;

1988/1989 - Flávio Pessoa Wanderley - Vice: Ivan Vasconcelos de Andrade (renunciou em março de 1989);

1989/1990 - Junta Governativa - José Luciano, Mário Barbosa, Otaviano Almeida e Ivan Vasconcelos;

1990/1991 - Junta Governativa - Givaldo Calado de Freitas, Fernando Luna, José Estevão, Carlindo Lopes e Ivan Vasconcelos de Andrade;

1991/1992 - Junta Governativa - José Luciano, Paulo Barbosa e Flávio Wanderley;

1992/1994 - Junta Governativa - José Luciano e Paulo Barbosa;

1994/1995 - Izaías Régis Neto;

1995/1996 - Jairo Braga da Silva;

1996/1997 - Jairo Braga da Silva;

1997/1998 - Jairo Braga da Silva;

1998/1999 - Jairo Braga da Silva;

1999/2000 - Alfredo Farias de Andrade - Vice: Jairo Braga da Silva;

2001/2003 - Zorildo da Silva Régis - Vice: Marcos Oliveira Régis (renunciou);

2003/2003 - Geraldo Ferreira de Lucena - Vice: Álvaro de Souza Fernandes ( foi presidente de Janeiro a Março de 2003);

2003/2003 - Álvaro de Souza Fernandes;

2003/2005 - Junta Governativa - José Luciano de Oliveira, Alfredo Farias, Antônio Alves de Lima e Alberto Wanderley Malta (renunciaram em Dezembro de 2003);

2003/2005 - Helio Ferreira Alexandre - Vice: Manoel Martins Calado (renunciaram);

Abril/2005 - Álvaro de Souza Fernandes (assumiu até agosto de 2005);

2005/2007 - Junta Governativa: Helio Pereira Alexandre, Alexandre Guilherme, Wagner de Souza Coelho, Rui Vieira Lopes e Luiz Gonzaga de Melo Júnior;

2007/2009 - Wagner de Souza Coelho - Vice: Álvaro de Souza Fernandes;

2009/2011 -  Wagner de Souza Coelho - Vice: Álvaro de Souza Fernandes;

2011/2013 - Wagner de Souza Coelho - Vice: Álvaro de Souza Fernandes;

2013/2015 - Edval Veras Campelo - Vice: Luiz Sebastião de Figueiredo Lima;

2015/2017 - Nilo de Almeida Neto - Vice: Walter de Barros Santana;

2017/2019 - Nilo de Almeida Neto - Vice: Walter de Barros Santana;

2019/2021 - Nilo de Almeida Neto - Vice: Walter de Barros Santana.

Observações: Não dispomos dos Presidentes do período entre 1938 e 1952, por motivo dos livros de Atas estarem extraviados. Em alguns casos deixamos de mencionar os vices, pois não constam nas respectivas atas pesquisadas. 

AGA CAMPEÃ DA COPA ERALDO GUEIROS - A competição organizada pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF), contou com a participação de 35 clubes, divididos em sete grupos de cinco times cada. Teve início no domingo, do dia 27 de maio e terminou no dia 10 de fevereiro de 1974. O regulamento era bem simples. As equipes se enfrentavam na mesma chave, em turno e returno, classificando-se os dois primeiros de cada grupo, para o turno-extra, que apontará o campeão do interior.

Após oito meses, chegaram na grade final, AGA de Garanhuns e Santa Cruz de Carpina. De forma contundente o AGA goleou por 5 a 2, no Estádio do Arruda, no Recife e ficou com o título.  

AGA  5    X  2  SANTA CRUZ DE CARPINA

LOCAL: Estádio do Arruda, no Recife (PE)

DATA: Domingo, dia 10 de Fevereiro de 1974

CARÁTER: Decisão da Copa Governador Eraldo Gueiros de 1973

ÁRBITRO: Roberto e Kaúla (FPF)

AGA: Zezé; Piñaes, Tuta, Bujão e Tomás; Rodrigues e Juarez; Água Branca (Didi), Romildo, João Carinha e Alcindo (Armando).

SANTA CRUZ: Ozéas; Edvaldo, Zeca, Dindo e Edvilson; Fia e Mimi (Malaquias); Arlindo (Expedito), Wilson, Fernando e Djalma.

GOLS: Romildo (duas vezes), Água Branca, João Carinha e Armando para o AGA. Fernando (dois) para o Santa Cruz de Carpina. 

Fonte: https://historiadofutebol.com/blog/?p=75794 - Diário de Pernambuco; Associação Garanhuense de Atletismo - AGA; Memorial Ulisses Viana de Barros Neto e Jornal O Monitor

Fotos: (1) - José Cordeiro, Pedro Maia, Carlindo Barros Lopes, Dr. Elísio Alves Pinto (Dr. Pinto), João Cândido, entre outros. (2) -Equipe da AGA Pentacampeã de Garanhuns em 1974 - Em pé: Laércio Peixoto (treinador); Geraldão, Pinhães, Ivan, Orlando, Zezé e Adeildo. Agachados: João, Nelson, Romildo, Vavá e Dezuito. (3) - João Cândido. (4) - Abimael de Oliveira Santos. (5) - Ivo Amaral. (6) -Sr. Onias Lima está na AGA  desde 1947. (7) - Equipe da AGA de 1972 - Em pé da esquerda para direita: Cassiano, Geraldão, Pinhães, Jonas, Zezé e Pé de Lobo. Agachados: Valdo massagista, João Carinha, Adeildo Torres, Romildo, Tomaz e Jaime. (8) - Atual diretoria da AGA: presidente - Nilo Almeida Neto; vice-presidente - Walter Barros Santana e tesoureiro - Edilton Teixeira Araújo. Diretoria do Conselho Deliberativo: presidente - José Paulo da Silva; vice-presidente - Paulo Lages Alencar; 1º Secretário - José Estevão Júnior e 2º Secretário - José Lúcio Cardoso. (9) - Sede da Associação Garanhuense de Atletismo (AGA) na década de 1960. (10) - Sede da Associação Garanhuense de Atletismo (AGA) na década de 1980.

Hino da Associação Garanhuns de Atletismo - AGA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Concurso Câmara de Camaçari – BA com 50 vagas

O edital nº 01/2022 do aguardado concurso Câmara de Camaçari, no estado da Bahia, foi publicado e vai passar pela primeira retificação. De a...