sábado, 1 de janeiro de 2022

João Trufinha

Garanhuns Antiga - Término  de ano letivo, exames finais, muita expectativa e nervosismo, mormente em relação à prova oral. Afinal, o aluno ficava frente a frente com o examinador. O ponto era sorteado. A sorte estava lançada. No Diocesano, o padre Edgar Carício de Gouveia, da cadeira de latim, sentado a mesa, chamou o aluno João Vieira dos Santos, João Trufinha. Não estava apresentando  um bom desempenho nas respostas. O professor resolveu desistir dos quesitos e solicitou que traduzisse esta frase: "Cor contritum et umiliatum Deus no espichet". João ficou meio embaraçado. O padre insinuou: Vamos!... Traduza!... O aluno não se fez de rogado, saindo-se com esta: "Couro curtido e molhado, nem Deus espicha! Provocou hilaridade por parte dos alunos que assistiam às provas. A seguir, o professor traduziu: "Coração contrito e humilde nem Deus despreza". 

TIPOS POPULARES - João Pirrichiu, servidor da Prefeitura Municipal Garanhuns era incumbido de fiscalizar as artérias da cidade para evitar a criação de animais soltos. Munido de uma espingarda vez por outra, abatia os porcos que encontravam-se perambulando pelas vias públicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...