quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Lançamento do Livro "Anatomia de uma Tragédia - A Hecatombe de Garanhuns"


No domingo 17 de maio de 1992,  no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, era lançado oficialmente pelo historiador Mário Márcio de Almeida Santos, o seu livro 'Anatomia de uma Tragédia - A Hecatombe de Garanhuns', assistido por numeroso público, inclusive intelectuais desta cidade e da Capital.

A mesa dos trabalhos foi constituída pelo prefeito Ivo Amaral, vice, Esdras Lima, prof. Claubi Góis, diretor da Dere, representante do secretário de Educação do Estado, Rui Bezerra de Oliveira, secretário-adjunto da secretaria do Interior e Justiça do Estado, vereador Paulo Gomes, Severino Guimarães e Joaci Laurindo de Souza, ex-prefeito de Garanhuns Amílcar da Mota Valença, Audálio Alves, da Academia de Letras de Pernambuco, que representou também a presidência da Fundarpe, jornalista do Diário de Pernambuco Lêda Rivas, Potiguar Matos, Diretor do Arquivo Público do Estado Jordão Emerenciano, Cel. Antônio Mendonça, secretário de Cultura, Turismo e Esportes de Garanhuns, Ivan Gomes, presidente da Associação Comercial de Garanhuns, jornalista Humberto Moraes, representando o Grêmio Cultural Ruber van der Linden e a Academia de Letras de Garanhuns, Carlindo Lopes, presidente do Rotary Clube local e o jornalista Ulisses Pinto.

Além das autoridades, presentes o mundo intelectual da cidade, secretários municipais, professores e o povo em geral, a senhora Mabel de Morais e Silva Santos, esposa do autor do livro que recebeu da 1ª dama Edjenalva  Amaral uma corbeille de flores.

O primeiro orador foi o Dr. Rui Bezerra de Oliveira representando o secretário de Justiça do Estado. Potiguar Matos, historiou muito bem o sentido da importante obra. Falou em seguida o autor do livro, dizendo que na certa sairia um segunda edição pois estava quase esgotada a 1ª e que receberia com bom grado, dados sobre a Hecatombe, em forma de cartas, mensagens. Fez na ocasião um verdadeiro hino de amor a Garanhuns.

Ulisses Pinto, também falou a respeito do historiador, cujo pai foi telegrafista nesta cidade e o seu avô, Dr. João Pacífico dos Santos, promotor  público da Comarca, na época do sangrento acontecimento.

O poeta Audálio Alves, disse palavras elogiosas sobre a grande obra do professor Mário Márcio, o prefeito Ivo Amaral encerrou a solenidade, falando do  contentamento de presidir uma acontecimento de grande significado para a cultura e para o povo de Garanhuns.

Houve um coquetel e na ocasião foram autografados cerca de 140 livros.

Todos os oradores enalteceram a luta do grande homem de letras, Potiguar Matos, diretor do Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano, em sua luta em  prol da edição de uma obra científica, histórica e filosófica intitulada "Anatomia de uma Tragédia - A Hecatombe de Garanhuns".

Foto: Escritor Mário Márcio entrega ao prefeito Ivo Amaral, o 1º exemplar de "Anatomia de Uma Tragédia - A Hecatombe de Garanhuns".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...