domingo, 16 de janeiro de 2022

O Céu existe. Entre Sete Colinas. Garanhuns é de lá


Ronildo Maia Leite

"A Carne das Pedras"

O primeiro desses degraus,

de apenas dois metros de altitude

sobre o nível do mar,

fica ali, bem perto,

na Avenida Rio Branco,

marco Zero do Recife.

Dele

- e mesmo sem nele estar em riba -

se avista a bocarra do Atlântico

lambendo a carne das pedras

com enorme línguas de espuma.

É branca essa espuma,

é verde essa água

e verde-lodo é o paredão dos arrecifes.

Mais pra lá,

a extensa várzea do Capibaribe,

cinco metros de altura.

Mais pra frente,

nas terras do Cabo,

Santo Agostinho dá um bundacanastra de metros.

Puro enxerimento de santo.

Ele salta de viés,

se entronchando em Suape,

somente para mexericar esse céu

- que ainda está longe,

bem longe, 235 quilômetros de lonjura.

Vá subindo pro céu

sem adeusinhos ao mar nem ao Recife, 

porque o importante é ir e vir

para de novo voltar.

E se purgar.

Quinze quilômetros à frente,

altitude 10,

está o segundo,

dito Socorro, 

sem que o nome a ver com emergências.

No quilômetro 18,

dá-se um pinote maior,

de 30 metros,

para se chegar ao terceiro, 

altura 45,

que se chama Jaboatão dos Guararapes

- esse, sim, de urgências e emergências,

tanta e tanta é sua história

de guerra e revoluções.

Foto: Praça Dom Moura, Garanhuns, PE.

Créditos da foto: Anchieta Gueiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

30º FIG homenageia Ivo Amaral e Marcílio Reinaux

Blog do Carlos Eugênio Garanhuns vive a expectativa do lançamento da programação oficial do 30º Festival de Inverno. Neste ano, a Festividad...