quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

O enxadrismo em Garanhuns na década de 1930


Lembro-me bem, em janeiro de 1931, já existia o Clube de Xadrez de Garanhuns e os mais entusiastas enxadristas locais eram Péricles Santos, Miguel Figueiredo, Aminadab Mello, Inácio Santos, Dorval Santos, entre outros.

A AGA - Associação Garanhuense de Atletismo, fundada, poucos meses no ano anterior, estava se instalando num pequeno prédio à rua Dr. José Mariano que servira de armazém de cereais e depois devidamente adaptado ficou em condições de servir como sede, mas por pouco tempo, o bastante para uma reforma e ampliação.

José Gaspar da Silva, o primeiro presidente do grêmio atraiu a turma do Clube de Xadrez que se passou de armas e bagagens para as hostes agueanas, incorporando-se sem que destarte fosse necessária qualquer tipos de fusão.

Ao elenco que já praticava o xadrez juntaram-se Alfredo Leite Cavalcanti, Ruber van der Linden, Luiz Lins Cavalcanti, Heribaldo Acioli, Antônio Pereira, Antero Wanderley, Dr. Mário Matos, Joaquim Ferreira Leal, Antônio Soares, Lourival Wanderley e outros aficionados com suas famílias todas as noites até tarde enchiam o clube dando ao ambiente um cunho de perfeita cordialidade.

Garanhuns, ganhou mais fama e eram disputadas pelo telégrafo partidas com outras cidades.

Em 1932, a AGA, convidou o Sr. Romano, ao que suponho, campeão de xadrez de São Paulo a visitar Garanhuns e o renomado enxadrista aqui esteve jogando simultâneas com os garanhuenses vencendo todos.

Também, o engenheiro Elmano Gonçalves de Amorim que aqui veio a fim de supervisionar a implantação do novo sistema de abastecimento d'água de Garanhuns no Governo Carlos de Lima Cavalcanti, e, na época detinha o título de Campeão Pernambucano de Xadrez; jogava com os enxadristas da AGA, com os seus tabuleiros em fila simultâneas e vencia-os sem dificuldade.

*Jayme Luna / Jornalista e historiador / Jornal O Monitor 18/10/1986

O vice-campeão brasileiro de 1927, Vicente Túlio Romano, nasceu em 1898 e faleceu em 1962. Começou a jogar xadrez no Automóvel Clube de São Paulo em 1919, clube que foi campeão em 1921. Foi campeão paulista em 1927. Em 1933, realizou viagem à Europa, onde jogou com Znosko-Borowski e Tartakower. Nessa excursão, disputou uma simultânea em Portugal contra 16 enxadristas (venceu oito, perdeu seis e empatou duas partidas).

Foto: Rua do Recife (Dr. José Mariano) - Lado direito: Residência de J. Leite, Otávio Rêgo, Felinto Velho, Dário Rêgo, Manoel Quintão e J. C. Campos - 1934. Créditos da foto: Os Aldeões de Garanhuns.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Concurso Câmara de Camaçari – BA com 50 vagas

O edital nº 01/2022 do aguardado concurso Câmara de Camaçari, no estado da Bahia, foi publicado e vai passar pela primeira retificação. De a...