sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

O trem de ferro


Lauro Cysneiros*

Se do velho Trem de Ferro

Foi-nos privado o encanto,

Nada mais justo, portanto,

Que a explicação desse erro...


Tire a máquina do desterro,

Faça voltá-la ao seu canto...

Naquele morno acalento,

Torne a subir este serro...


Livre os túneis desse horror,

Desde a falta do vapor

Que a gente nunca esqueceu...


Volte o trem a este planalto

Restaurado pelo asfalto

Que tanta gente descreu.

Foto: Antiga Estação Ferroviária de Garanhuns.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prêmio Lucilo Ávila Pessoa de Educação premiará experiência pedagógica criativa

Parte da programação do XVIII Congresso Internacional de Tecnologia na Educação, premiação está com inscrições abertas Com o objetivo de amp...