sábado, 1 de janeiro de 2022

Os Espíritos agem sobre a matéria

Dr. Aurélio Muniz Freire*

"O Espiritismo nos  informa que o fluido universal  é suscetível, pelas suas inúmeras combinações com a matéria e sob a ação do Espírito, de produzir a imensa variedade de coisas, que apenas conhecemos uma mínima parte delas". (Cel. Gothardo Miranda, "In Ação do Espírito sobre a matéria", Apud Anais do Instituto de Cultura Espírita do Brasil, vol. III).

Muitas perguntas nos foram endereçadas nestes últimos dias, buscando explicações para certos fenômenos ocorridos recentemente nesta cidade. Numa casa de família, objetos  foram queimados, deixando paredes chamuscadas. Outras coisas eram lançadas à distância e até mesmo quebradas sem qualquer intervenção humana. Na companhia de outras pessoas, registramos a fidelidade dos fatos e, para tanto, depois de vermos as marcas sensíveis deixadas nos objetos ouvimos o pronunciamento dos donos da casa. 

Embora pareça inusitado o modo como uma coisa se queime ou se projete à distância, sem a ação do homem, tais fenômenos sempre aconteceram no tempo e no espaço. De quando em vez, a imprensa falada e escrita notícia estes fatos. A Bíblia registra incontáveis casos de fogo espontâneo, de transportes e de tantos outros. No "Livro dos Livros", como se convencionou chamar as Sagradas Escrituras, acham-se arrolados incontáveis casos surpreendentes, hoje catalogados na fenomenologia paranormal ou espírita. Quem for mais curioso, procure o Velho Testamento. Lá, fenômenos de parapirogenia (fogo espontâneo), encontramos as  pampas. O Espírito falou a  Moisés, numa chama de fogo de uma sarsa que ardia sem se consumir. Quando se retiravam do Egito em  busca da terra prometida, os israelitas eram guiados por uma coluna de fogo, durante as noites. Ao receber as tábuas da lei, fumegava o Sinal. Sodoma e Gomorra foram consumidas sob a violência de fogo espontâneo. E assim, continuam os relatos sagrados.

A Parapsicologia, com a denominação de fenômeno psikapa, ou simplesmente PK, arrolou os casos já estudados e comprovados pelo Espiritismo, sob a  designação de fenômenos de efeitos físicos. Allan Kardec no "O Livro dos Médiuns", além de outros, desenvolve completo estudo sobre a ilimitada ação dos espíritos sobre a matéria. Quem desejar maiores respostas a sua natural curiosidade, procure ler o Capítulo IX (Intervenção dos Espíritos no Mundo Corpóreo), no Livro dos Espíritos.

Literatura imensa apresenta o Espiritismo sobre todos estes fatos. Os livros de André Luiz explicam a fisiologia, o mecanismo dos fenômenos de  efeitos físicos. Convém enfatizar que todos os fenômenos paranormais ou espíritas estão Bíblia. Quem tem olhos de ver, procure enxergar. A intervenção dos espíritos na vida do homem e sua influência psicomotora sobre seres o objetos, tem  sido uma constante em todas as épocas da humanidade. "Nada de novo debaixo dos  céus". A criação do mundo é um ato espírita (ação de espíritos), do mesmo modo, como o foi a do universo. A missão do Consolador prometido por Jesus à humanidade, não é outra senão a que vem empreendendo o Espiritismo. "Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora; quando vier, porém, o Espírito da  verdade, ele nos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas que hão de vir. Ele me glorificará porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar." Estas palavras eram proferidas pelo Cristo, conforme nos relata o Evangelho de João.

*Jurista e escritor / Garanhuns, 21 de abril de 1979.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...