sábado, 1 de janeiro de 2022

Simpatia espiritual

(Foto: Anchieta Gueiros)

Dr. José Francisco de Souza*

O homem é um ser inteligente e por  determinação desse atributo tem que ocupar o seu espaço natural. Essa é a temática mais importante de seu destino. Isso implica em que se deve acreditar em  alguma coisa, para que possamos encontrar dentro do nosso universo a razão mais forte da nossa vida. As entidades espirituais são atraídas pela simpatia e semelhança de gestos e atitudes. Ação fluídica harmoniza o ambiente das comunicações. Assimilação, essa, que se constitui regra e equilíbrio entres dois mundos. Em torno de nosso corpo uma espécie de atmosfera impregnada de qualidades boas ou  más, qualifica o espírito.

A alma que é o Espírito encarnado transmite e recebe energias vitais. Pode transformar os meios de ação dos mais puros sentimentos de solidariedade e compreensão mútua. Forças ocultas assimilam as intensões e outra dimensão se projeta no recolhimento do silêncio. Nesse estado de Espírito há contato do fluído universal que identificam ou se  repelem segundo a natureza e semelhança.

Espíritos superiores não são manifestam, onde domina a futilidade. É óbvio que não poderiam usar de seus conhecimentos adquiridos, na espiritualidade maior, em searas que ainda não se libertaram da ignorância. Contudo, o progresso moral pode viabilizar oportunidade ou trás, onde a exatidão dos conhecimentos, se tornem postulados autênticos de executores da vontade do Criador. Tudo é possível aos que dentro dos princípios doutrinários, tornam-se mediador da luz espiritual.

Não há verdades absolutas senão aquelas que são eternas. O homem é a imagem e semelhança de seu Criador, logo existe algo da divindade dentro do  seu tempo interior. Dai, a razão pela  qual o espiritismo não é outra coisa se não a espiritualização do homem integral à plenitude do amor. O homem evangelizado, é livre dos fenômenos sensoriais, que aciona o processo mental, tornando as aparências como realidade. Onde os  pensamentos negativos, que não pertencem ao universo criado por Deus, se agigantam em forma de obsessão.

A verdade que as Obras Codificadas pontificam é fundada sobre as Leis da  Natureza, e sempre existiu em todos os  tempos. A verdade ensinada pelo espiritismo é, pois, antes consequências que descobertas.

O Espírito sincero, procura sempre, examinar causas e efeitos que determinam o fenômeno das manifestações. Procura acatar os preceitos da fé racional,  estuda cuidadosamente os sistemas reveladores das bases doutrinárias. "As menores causas podem produzir os maiores efeitos; é assim que, de um pequeno grão pode sair uma árvore imensa, que a queda de uma maça fez descobrir as leis que  regem os mundos; que as rãs saltando num prato revelaram a força galvânica; foi também assim que do vulgar fenômeno das nossas girantes saiu a prova do  mundo invisível, e despertou uma doutrina que, em alguns anos, deu a volta ao  mundo, e pode regenerá-lo pela constatação da realidade futura".

O espiritismo toca em todos os  ramos da filosofia, da metafísica, da psicologia e da moral, é um campo imenso que não pode percorrer em algumas horas. Demanda muita percepção para que o entendimento esclareça os princípios e as leis que determinam e orientam a Evolução Espiritual da Humanidade.

*Advogado, jornalista e historiador / Garanhuns, 02 de novembro de 1985.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Concurso Câmara de Camaçari – BA com 50 vagas

O edital nº 01/2022 do aguardado concurso Câmara de Camaçari, no estado da Bahia, foi publicado e vai passar pela primeira retificação. De a...