quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Sport Club de Garanhuns


Fundado em 11 de outubro de 1919. Na primeira diretoria, tem-se: Presidente - Dr. Genésio Vilela, Vice - Joaquim Leal - Secretário - Waldemar Guimarães, Vice - Mário Sarmento Pereira de Lira, Orador - Massilon Souto, Tesoureiro - Ismael Gouveia, diretor de esporte - Mário Motta. Entre os participantes das reuniões iniciais há a anotar Francisco F. Leal, Agilberto Dourado, Alfredo Leite Cavalcanti, Victor e Vicente Grossi, José Mota da Silva Rosa, Manoel Gouveia e Luís Branco de Noronha. Tinha sede na Rua Santo Antônio e o campo de futebol no Arraial (Heliópolis).

O Sport em 27 de outubro de 1919 iniciava as atividades esportivas, tendo como competidor o Colônia F. Club, em homenagem à chegada de Dom Moura. No ano de 1920, competiu com  o "Joaquim Nabuco", "Flamengo", "Grupo dos Onze", "Boa Vista", "São José", "Rio Branco" e "São João", não perdendo nenhuma partida, era constituído por: Amâncio, Álvaro, Mota, Mário Lira, J. Leal, Vicente Grossi, Brandão, Agilberto Dourado, Miguel Leal II e Victor Grossi. Em 1921, foram poucos os embates, até o surgimento do Comércio S. Club, tornando-se, por toda a década, o clássico da Cidade das Flores. Em 1922 o número de jogadores estava em crescente e, nos diversos encontros realizados, havia uma seleção para a escala do time, entre os "players" seguintes: Cincinato, Lourenço, Lourinho, Alceu, Mota, Morse Lira, Jose Leal, Álvaro, Otávio, Leopoldo, Neto, Apolônio Leite, Jocelino e Nemésio. Na data de 30 de setembro de 1922 toma posse a Diretoria eleita, tendo a seguinte formação: Presidente - dr. Victor de Moura, Vice - Bento Miranda, Secretário - Waldemar Guimarães, Vice - Francisco de M. Dantas, Tesoureiro - Godofredo de Barros, Diretor de Esportes - Joaquim Leal, Vice - Agiberto Dourado, Comissão de Sindicância - José A. de Araújo, Ivo Rangel e Manoel Costa. Esta Diretoria conseguiu, em sua gestão, construir todo o muro, circundando a praça de esportes. As diretorias seguintes tiveram na Presidência: Godofredo de Barros (1923/1924); Dr. Luiz Guerra (1924/1927, 1931/1933 e 1933/1935); Ari Barreto; Euclides Dourado (1938/1939), tendo na Vice - Antônio Brasileiro e no Conselho Fiscal Abdias Branco, Dr. Luiz Guerra e Godofredo de Barros; Victor Grossi (1940/1941).

A arquibancada no Sport tem a sua construção iniciada em agosto de 1925, e em maio de 1929 é a vez de sua sede social, localizada na Praça Souto Filho e inaugurada em 1 de outubro de 1932.

No campeonato de 1931/1932 o Sport apresentava o seguinte time: Cajueiro, Osmar, Antônio Lira, Tirso Ivo, Carneiro, Lourinho, Abdoral, Antero, Avelino, Jorge Martins e Péricles. Em 1933 a formação era: Cajueiro, Henrique, Antônio Lira, Zé Tenório, Batista, Nino, Lula, Avelino, Péricles, Antero e Siqueira. Reserva - Carlos Bomba.

No rubro negro, por alguns anos, havia sempre "soirées" dançantes, "matines" e "Horas de Arte" com Fernando Jouteux, Carmem Diletiere, Creuza Vila Nova, Alfredo Vieira, Arlindo Coelho, Lília Rangel, Rackel Grossi e Manoel Gouveia.

Foto: Diretoria do Esporte Clube de Garanhuns, quando o mesmo era a coqueluche de nossa cidade, com homens de primeira grandeza nos tempos áureos do Esporte, no ano de 1926. Da direita para a esquerda, em pé: Antônio Brasileiro (ex-prefeito de Garanhuns), Francisco Leal, Pedro Firmino, Dr. Ivo Rangel, Dr. Hibernon Wanderley; Sentados:  Joaquim Leal (irmão de Francisco Leal), Francisco Dantas, Dr. Luiz da Silva Guerra (ex-prefeito de Garanhuns), Agripino do Rego Barros (irmão do saudoso Dr. Godofredo de Barros) e Manoel Cipriano. A foto foi cedida ao jornal O Monitor pelo Sr. Antônio de Barros Correia e tirada por Esperidião Falcão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Concurso Câmara de Camaçari – BA com 50 vagas

O edital nº 01/2022 do aguardado concurso Câmara de Camaçari, no estado da Bahia, foi publicado e vai passar pela primeira retificação. De a...