segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

Espiritismo

Raimundo de Morais*

Nada acontece neste mundo, fora da órbita da predestinação que é  Lei Divina e imutável. Os acontecimentos porém nunca são observados pelo prisma da  naturalidade, no entanto os fatos e os fenômenos espirituais nos  surgem, no palmilhar a estrada do nosso próprio destino, inesperadamente. Felizmente e  para integral conforto dos nossos Espíritos, a  vida espiritual é infinita e eterna. Por isso, o  Espírito retorna à nova vivência, nascendo novamente, reencarnado, para si mesmo, o eterno poder de Deus.

É, portanto, no comando desse harmonioso conjunto da Natureza Divina, onde se fundamenta a Doutrina Espírita, através do Espelho da Fé, cuja resplandescência ilumina e estampa a imagem da realidade. Feliz será, por  certo, a criatura humana que, no período desta vida, consiga surpreender o porque da sua  vinda a este Planeta Terra, embora ignorante às causas para tanto determinantes. O certo é que, na ausência de um justo motivo, nenhum Espírito retornaria novamente a postular novas atividades neste mundo. Quer seja para o resgate de  débitos contraídos em  existências anteriores, quer seja para o desempenho de missão pré-determinada pelo Poder Divino, o indubitável é que a REENCARNAÇÃO faz parte integrante da vida espiritual. No perpassar do tempo, surgem casos tão impressionantes, no meio ambiente onde vivemos, que nos fazem meditar, demoradamente, sobre as suas causas e os  seus efeitos.

Em determinados momentos, muitas vezes, as nossas faces se transfiguram deixando transparecer, o angustiante momento estampado em cada rosto, irrigado por lágrimas que deslizam lentamente. Mágoas secretas e sofrimentos íntimos, fazem parte do nosso viver diuturno, como se um  brado fosse enviado pelo ALTO, no sentido espiritual de qualificar o valor edificante de nossa Fé e da nossa confiança no Poder de Deus.

Em casos tais, necessários se faz, muita paciência e grande resignação, a fim de que possamos demonstrar obedientemente à nossa compreensão, como ocorreu com a vida de  Job, que apesar dos sofrimentos físicos e dos prejuízos materiais, nunca perdeu a confiança, conservando a Fé no Amor de Deus, conforme se poderá observar no Velho Testamento. Os maus conselhos não prevaleceram. Nada abalou a sua Fé e,  em tempo certo, a sua saúde e os seus bens foram retribuídos em  maior porte, inclusive paz e felicidade no plano espiritual. Assim acontecerá, em pé de igualdade, a toda criatura humana que dentro da Doutrina Espírita procura alimentar a sua confiança no Poder Divino. Convido  todavia que nos lembremos sempre das santificantes palavras do  Divino Mestre JESUS CRISTO: - "Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo, como a ti mesmo." - "Tudo passa sobre à Terra", porém o espiritismo permanece.

*Médico, jornalista, cronista e político | Garanhuns, 13 de Maio de 1978.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Em 1935 Lampião leva pânico aos moradores de Garanhuns

Noites de inquietação e pavor de 26 de maio  a 1º de junho, em Garanhuns, com as notícias de Lampião nas proximidades. De fato, no dia 29 de...