terça-feira, 8 de fevereiro de 2022

Ivo Amaral eleito prefeito de Garanhuns em 1976


Nas eleições realizadas em 15 de novembro de 1976, Ivo Tinô do Amaral é eleito prefeito de Garanhuns, tendo como companheiro de chapa o médico José Tinoco Machado. Ivo Amaral e Dr. José Tinoco  disputaram a eleição enfrentando cinco outras chapas, duas da Arena e três do  MDB. No final os dois venceram com uma vantagem folgada, tomando posse no dia  primeiro de janeiro de 1977. 

Além de Ivo Amaral (7.773 votos), que  encabeçava umas das sublegendas da  Arena, disputaram o advogado Ivan Rodrigues (3.827 votos), o jornalista Humberto Alves de Morais (818 votos), o comerciante Dinaldo Isaac de Macedo (2.0215 votos), esses três do MDB. Nas outras sublegendas da Arena concorreram Francisco Ribeiro (225 votos), e o advogado e radialista José Inácio Rodrigues (3.872 votos). 

Ivo Amaral e Tinoco foram apoiados pelo prefeito Amílcar da Mota Valença, que quando do seu primeiro governo já tinha conseguido fazer o sucessor, elegendo Luiz Souto Dourado. 

No seu primeiro governo, Ivo Amaral fez uma verdadeira transformação na cidade, dotando a Suíça Pernambucana de iluminação de vapor de sódio, asfalto (primeira cidade do interior a receber esses benefícios), galerias de águas pluviais e novos calçamentos que se espalharam por  diferentes bairros.

Foi o governo do Centenário de Garanhuns, quando vieram à cidade, trazidos pelo Governo Municipal, personalidades ilustres como o sociólogo Gilberto Freyre, Luís Inácio Lula da Silva (então um emergente líder sindicalista), o economista Rubens Vaz da Costa, Luiz Gonzaga e o poeta Mauro Mota.


Na gestão de Ivo Amaral e José Tinoco, pode ser destacada ainda a mudança na "semana inglesa", com a abertura do comércio às segundas pela manhã e o fechamento das lojas aos sábados, quando antes era o contrário e os empresários amargavam prejuízos. A implantação do serviço de táxi, o relógio de flores, e o calçamento da Avenida Duque de Caxias.

Os vereadores eleitos na época foram os seguintes: Antônio Edson de Araújo Lima, radialista e advogado, Antônio Marlos Ferreira Duarte, Audálio Ramos Machado, Florismundo Carrilho de Morais, primo de Humberto de Morais, que se elegeu com apoio do comerciante Vavá Morais.

O restante da bancada era  formada por José Estevão dos Santos (Zito), José Ferreira Filho (Zi Ferreira) do distrito de São Pedro, que assumiria a prefeitura por nove meses, Osvaldo Ferreira, Paulo Faustino de Albuquerque e Severino Pereira Guimarães.

Em 1982, quando terminou o governo, Ivo Amaral se elegeu deputado estadual, com boa votação. Dr. Tinoco seria eleito deputado federal na eleição seguinte.

POSSE DE IVO AMARAL

Exatamente às 18:30 horas  do dia 31 de janeiro de 1977, em palanque armado frente ao edifício da Prefeitura Municipal, Ivo Tinô do Amaral recebia das mãos do  Sr. Amílcar da Mota Valença os destinos de uma população que lhe atribuiu no pleito de 15 de novembro de 1976, a responsabilidade de levar Garanhuns a um grande destino. E, enquanto o povo ovacionava delirantemente seu novo prefeito, a chuva intermitente abençoava a solenidade, prognosticando bons augúrios na  administração daquele que,  com esmagadora votação popular, ganhava o direito de  por 4 anos realizar as grandes metas de uma coletividade que verá suas aspirações colimadas em termos de obras inadiáveis.

MENSAGEM DE D. FRANCISCA AMARAL PARA SEU FILHO IVO NO DIA DA POSSE

"Querido filho. Hoje, ao completar 66 anos de vida e luta, por mera coincidência, no dia de sua posse, peço ao bom Deus que o ajude a fazer uma boa administração, e que retribua ao povo bom de Garanhuns a confiança que lhe foi depositada. Ivo, sempre em minhas orações peço ao meu bom Deus e ao meu irmão Dom João da Mata Amaral, que lhe ajude dia a dia, pois, fostes em minha vida um sustentáculo. Vencemos juntos as dificuldades com minhas duas filhas, até deixá-las formadas; portanto um bom filho, bom irmão, bom pai e esposo, só poderá ser um bom administrador. Meu filho; queria neste momento estar ao seu lado, mas o estado de saúde impede-me de viajar.

De sua mãe

Francisca Amaral

TRECHOS DO DISCURSO DE POSSE DE IVO AMARAL NA CÂMARA MUNICIPAL DE GARANHUNS

"Assumo as funções de Prefeito Municipal de Garanhuns com a maior responsabilidade e a mais completa compreensão dos problemas que irão advir, resultantes da conjuntura atual, com o pensamento voltado para Deus e confiando no apoio do povo desta terra".

Detendo-se nos tempos aqui, chegados, passeando mentalmente pela velha Fazenda Salobro de Lajedo, onde passou parte de sua infância, o prefeito Ivo Amaral, desenha um perfil da sua  formação no "Vetusto e glorioso Colégio Diocesano, onde recebi a minha formação e de onde saí sem completar os estudos do 2º grau, em virtude do falecimento do  meu saudoso pai e amigo Ismael Tinô e Silva, filho de Garanhuns, membro de família humilde..."

- Ressalta então que: "Ao povo de Garanhuns as minhas homenagens e a minha estima, somente com ele tenho compromissos. Compromissos de realizar uma obra administrativa em prol deste Município, de me tornar, com muita honra o Prefeito do Centenário e sempre fiel à mesma linha de ação, desde a Câmara dos Vereadores onde exerci um mandato por cinco anos até o exercício de Prefeito por quarenta e cinco dias, onde aprendi de que não há mais lugar para governos individuais. Os governos municipais terão que pautar as suas atividades na disciplina orçamentária, na austeridade administrativa, na aplicação honesta de dinheiros públicos, no comando do funcionalismo municipal para que se  possa atingir o bem comum, objetivo das administrações contemporâneas.

Dirijo o meu pensamento, nesta hora, para os humildes, desde o mais simples servidor municipal ao mais anônimo operário da zona rural que estiveram comigo e estarão unidos em prol da grandeza de Garanhuns".

"Entendo que ninguém pode ficar apático ante a marcha desenvolvimentista em que se inspira o país, graças ao regime democrático vigente consolidado pela Revolução Democrática".

"Não há mais lugar para administradores irresolutos e ligados a interesses, muitas vezes subalternos: o lugar é para aqueles que colocam os interesses dos municípios e o bem-estar das populações acima dos interesses pessoais. A partir desta ocasião tenho certeza de que não haverá Arena, nem MDB, mas vereadores, autênticos representantes do povo de Garanhuns".

Diz-se confiado no apoio que o governador Moura Cavalcanti atribuirá aos pleitos do desenvolvimento de Garanhuns. Agradece também ao governador de Pernambuco pelo trato atencioso que sempre tem recebido do Supremo Mandatário do nosso Estado, da mesma forma que estende seus agradecimentos ao "Deputado Federal Aderbal Jurema da Arena de Pernambuco, ilustre intelectual e professor universitário, amigo leal, a minha imorredoura gratidão, pois sem a sua  ajuda, os seus conselhos, a sua determinação, não estaria, aqui, jurando um compromisso com a minha consciência, com a minha pátria, com o meu povo".

Relembrando lutas ao lado do "Prefeito Amílcar da Mota Valença, companheiro de muitas batalhas, desde a  memorável noite de 27 de novembro de 1972, quando juramos defender esta Cidade, sob a égide do trabalho, pensando numa  Garanhuns altiva e digna dos seus filhos" - aduz o prefeito Ivo Amaral que não decepcionará amigos, povo, e correligionários, porque "ao lado de Dr. José Tinoco de Albuquerque a certeza de que estaremos sempre na primeira linha na defesa intransigente de uma Garanhuns mais humana e mais progressista".

DISCURSO DO PREFEITO IVO  AMARAL POR OCASIÃO DA SUA INVESTIDURA NO CARGO DE PREFEITO DO MUNICÍPIO NO PALÁCIO CELSO GALVÃO

Há poucos minutos, na Câmara dos Vereadores, tomava posse nas funções de Prefeito do Município de Garanhuns, e, neste momento de grande significação para mim, recebo o cargo das mãos honradas de Amílcar da Mota Valença. A este ilustre companheiro de disputas eleitorais, irmanado pela grandeza e pelo progresso deste Município, só tenho palavra de encômios, de exaltação a sua palavra a sua bravura cívica, a sua lealdade, ao prestígio que me deu durante o  período em que participamos das mesmas alegrias e enfrentamos os mesmos sacrifícios.

Volto à Prefeitura, desta feita, como Prefeito eleito no memorável pleito de 15 de Novembro  passado, com o pensamento voltado para o povo, principalmente para os humildes, que terão na minha pessoa, não só o amigo certo, mas  um  defensor e um executor de uma política social dirigida para  o bem-estar, em consonância com os salutares princípios da Revolução Democrática.

Como jovem e amante desta Cidade, das suas melhores tradições e na preocupação permanente pela solução dos seus angustiantes problemas, sinto a vocação de servir, não somente pela dedicação ao trabalho, mas escolhendo a atividade política como o campo propício à realização do bem-estar dos municípios.

O povo de Garanhuns chega ao poder, por  meu intermédio, e nele deposito a minha confiança de que não me faltará ajudando-me a tornar Garanhuns mais progressista. Faço um apelo, neste momento, para que governantes e governados, sem distinções partidárias, em uníssono, todos nós possamos trabalhar por esta comunidade. Ao funcionalismo municipal que tanto colaborou comigo durante o curto período em que estive à frente da Edilidade, a certeza de que continuarei a receber o seu apoio, pois como funcionário que sou, acredito na sua ação, no seu patriotismo como peça importante na engrenagem administrativa.

Peço a Deus que me ilumine nesta tarefa árdua de governar. Confio na compreensão do povo, no aplauso quando acertar, na crítica construtiva quando involuntariamente me distanciar daquilo que ele espera de mim, reafirmando o meu compromisso com esse povo, inteiramente distanciado de grupos ou grupinhos políticos ou econômicos que desejam estagnação ou o retrocesso do nosso município.

Unamo-nos pela grandeza de Garanhuns, formaremos uma trincheira na defesa do Município, cobrando dos poderes da União e do Estado medidas eficazes e soluções objetivas, porque Garanhuns merece o melhor atendimento, de conformidade com as exigências do progresso, pela paz e pelo bem-estar social.

Ivo Tinô do Amaral

Prefeito de Garanhuns

Fonte: Jornal Correio Sete Colinas e O Monitor

Fotos: (1) - Ivo Tinô do Amaral, Amílcar da Mota Valença e Dr. José Tinoco Machado (2) - Relógio de Flores "Cartão Postal" de Garanhuns inaugurado em 25 de janeiro de 1981.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Concurso Prefeitura de Paranatama – PE: 180 vagas imediatas; até R$ 8 mil

Já está em andamento o concurso da Prefeitura de Paranatama, que oferta 180 vagas imediatas, com ganhos na faixa entre um salário-mínimo e R...