quinta-feira, 10 de março de 2022

Frustração


Genivaldo Almeida Pessoa

Minha bagagem já pronta...

A viagem programada,

Mas, como uma afronta

À vontade ansiada...,


A maleta fica inerte sem que nada

Aconteça não que eu mereça,

A vontade morta ante vida

Que me impeça...


E o nada que me acorda

Ante um sonho que me apressa

A realizar no sorriso o que agora

A vontade que chora não impede...

O Avião que me levava

No sonho pro paraíso,

Quando acordei,


Foi embora...

Garanhuns | Ano 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisa mapeia situação de controle interno dos municípios brasileiros

A Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) lançou, nessa segunda-feira (27), o “Diagnóstico dos Controles Internos...