quarta-feira, 9 de março de 2022

Garanhuns Antiga


Por Ígor Cardoso*

A igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, nova matriz do bairro de Heliópolis, remonta ao paroquiado do Pe. Adriano Backx (1953-1959). Os alicerces começaram a ser cavados em agosto de 1957; e a pedra fundamental, com uma enorme afluência de fiéis, foi lançada no dia 11 de fevereiro de 1958, por ocasião do centenário da aparição de Nossa Senhora de Lourdes. O projeto modernista foi confiado ao Dr. Albert Reithler (engenheiro), e ao seu filho, o Dr. Pierre Reithler (arquiteto), alemães radicados no Recife. Presente aos eventos, o Pe. Luiz Gonzaga relembrava: "Foram milhares e milhares de pequenos doadores: uns, com um saco de cimento; outros, com um quilo de ferro; outros, com um carro de areia... Na Novena Perpétua (na época, em oito horários), publicava-se a relação nominal desses benfeitores, pequenos e grandes. Era bonito de se ver e ouvir!". Entre os benfeitores da "Igreja do Cuscuz", ou "Igreja Redonda", como seria carinhosamente invocada pela população, figurou o avô do historiador Ígor Cardoso, administrador deste perfil, Sr. Manoel Gonçalves Sobrinho, que contribuiu com as portas. Na imagem, do acervo de @salesanderson, reparem que o projeto foi levemente alterado, principalmente a coberta: o original incluía um pináculo alusivo ao Santíssimo.

Fonte: Instagram @garanhunsantiga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Em 1935 Lampião leva pânico aos moradores de Garanhuns

Noites de inquietação e pavor de 26 de maio  a 1º de junho, em Garanhuns, com as notícias de Lampião nas proximidades. De fato, no dia 29 de...