terça-feira, 29 de março de 2022

Garanhuns


Maurilo Campos Matos

Oh! Vem em suave ascensão para a serra

Sentir junto ao céu a fragrância da terra,

Ouvir a brisa, que passa, contar

Por que Garanhuns é assim: um eterno sonhar.


Garanhuns, também ao teu Monte Sinai

Deus um dia desceu

Nas pautas dos montes com flores

Sublime poema escreveu.

As flores dizem à brisa,

As aves repetem nos céus, 

Na terra as fontes murmuram:

Tu és um poema de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Empresas reduzem embalagens e qualidade para repassar custos

Por Daniel Mello Cada vez mais empresas estão recorrendo à redução do tamanho das embalagens e à mudança na composição dos produtos para rep...