sábado, 5 de março de 2022

Reflorestamento

Luzinette Laporte*

Com eucaliptos? A não ser que  os de agora sejam "domesticados". Sabemos que uma multinacional realiza(va?) pesquisas sobre. Justamente na região (sobre) o Aquífero Guarani. Sintomático. Numa época em que água - mais do que  nunca - é elemento absoluto para o  futuro dos seres animais e vegetais, custa crer que uma empresa ouse tamanho contrassenso.

 Vi / li apenas uma vez um protesto. Famílias de índios guaranis mostrando aos repórteres de onde as  haviam e onde estavam relocadas. Colocaram os guaranis em  reserva sem espaço e sem água. Iam buscá-la em áreas distantes. Sentiam-se despojados de suas terras. Degradados e degredados. Isso acontece em pleno III Milênio. Colocaram os eucaliptos para beber a água e ocupar as terras dos guaranis. Lembro-me das aulas de biologia (Dr. Mário Matos) no Colégio Santa Sofia a esclarecer-nos o quanto de água um eucalipto extrai da terra por dia. E citava o Parque Euclides Dourado. O Dr. Ruber van der Linden criou o bosque de eucaliptos ali, porque era uma área de charco. E poderia exalar miasmas para a população. Os eucaliptos saneariam o problema por serem exímios "bebedores de água".

Garanhuns - Parque Euclides Dourado. Foto: Anchieta Gueiros
"(E basta que olhemos "com olhos que veem" - como diria Jesus - como se encontra a terra do parque. Totalmente sem  húmus)".

Mas, torno a dizer, talvez os  eucaliptos "reflorestadores" tenham sido geneticamente modificados. Com  a palavra os técnicos da Universidade Rural, em Garanhuns.

Agora, querem "reflorestar com eucaliptos" a região de Rio Grande do Norte nas jazidas de gesso. Para fornecerem madeira aos fornos. Será aconselhável?

Eu adoraria ouvir/ler um  técnico sobre o que a acha. O que aprendi no Colégio Santa Sofia - com um dos melhores professores que conheci em minha vida - ainda tem respaldo? Ou transformaram o  original bruto em espécie comportada? E por que se abordou o  assunto de forma tão contundente e depois silenciaram de modo abrupto e total?

Será que os bosques, digo as plantações de eucaliptos continuam sobre o Aquífero Guarani?

*Professora, cronista e escritora | Garanhuns, Outubro de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Em 1935 Lampião leva pânico aos moradores de Garanhuns

Noites de inquietação e pavor de 26 de maio  a 1º de junho, em Garanhuns, com as notícias de Lampião nas proximidades. De fato, no dia 29 de...