quinta-feira, 31 de março de 2022

Soneto

Cecília Rodrigues

Lastimei ser mulher... Não mais porém lastimo

Desde que descobri meu coração pulsando

Às carícias gentis de outro coração.


Era orgulho o que vinha a transbordar-me do imo,

O orgulho de quem sente a vida ir deslizando

Sem loucuras de amor, sem surtos de paixão.


Eu queria enfrentar o mundo com energia

Sem respeito ao clamor das práticas sociais.

"O amor", dizia eu rindo, "é um vício, é fantasia,

"É um jogo também de consequências más."


"Prefiro a glória". Entanto aquilo de que ria

Veio-me alfim e então veio com assomos tais

Que os meus sonhos deixei - divagações, poesia

E a velha independência hoje não quero mais.

O Gládio, órgão quinzenal, literário e noticioso.

Ano 2 - nº 9 | Garanhuns, 30.10.1916.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Empresas reduzem embalagens e qualidade para repassar custos

Por Daniel Mello Cada vez mais empresas estão recorrendo à redução do tamanho das embalagens e à mudança na composição dos produtos para rep...