quinta-feira, 14 de abril de 2022

Crisálida

Paulo Gervais Filho 

Odeio o que fazem com estas moças

Estas religiões malucas

Lindas moças de que a beleza

agora só é possível imaginar,

Guardada entre as muralhas altas

de uma inexpugnável clausura

de falsa castidade e temor.

Quero ver em seus olhos esplenderem

sinceras chismas de amor,

Um desejo arder em suas mães

Os seus cabelos se soltarem

em ondulações de luz

entrançando uma linda manhã,

Um sorriso lhes adoçar a boca

e lhes confeitarem as palavras

uma paixão capaz de extrair

do negativo de suas almas

um arco-íris de prazer...

Garanhuns, 02 de agosto de 1986.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adelmo Arcoverde lança o livro “Viola do Nordeste – Da Cantoria A Viola Progressista”

O professor pernambucano Adelmo Arcoverde lança, quinta-feira (26), às 16h, o livro “Viola do Nordeste – Da Cantoria A Viola Progressista”, ...