quarta-feira, 27 de abril de 2022

Sozinho, poeta


João Marques

Poeta solitário

é o poeta escondido

em sua poesia

em sua própria solidão


todo o poema é imortal

e, morto, o poeta

renasce sempre

depois de se pôr com o sol

atrás desses montes

amarelado de luz.

Garanhuns, 27 de abril de 2022.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adelmo Arcoverde lança o livro “Viola do Nordeste – Da Cantoria A Viola Progressista”

O professor pernambucano Adelmo Arcoverde lança, quinta-feira (26), às 16h, o livro “Viola do Nordeste – Da Cantoria A Viola Progressista”, ...