quinta-feira, 14 de abril de 2022

Vultos de Garanhuns

FRANCISCO FERREIRA LEAL - Era um dos cinco filhos do velho português José Ferreira Leal (Seu Leal), nasceu aqui na Terra das Sete Colinas verdejantes, e viveu o pitoresco da paisagem da Serra das Antas, e Brejo das  Flores. Foi na sua mocidade um jovem disputado como a maior simpatia. Espécie de vitória física. Em toda linha um bom partido para um casamento. Simpático, elegante, vestia-se muito bem, gozava de profunda simpatia entre os  seus pares.

Foi fundador do esporte Clube de  Garanhuns e sendo por muito tempo Diretor de Esportes. Praticou, ao seu tempo o futebol, ostentando a camisa rubro-negra. Organizou e dirigiu o Equador, cujo jogadores eram da periferia da cidade. Com o saudoso professor Hibernon Vanderley, participou e  foi membro da Coligação Esportiva. Preparou a nossa seleção acompanhando-a até a Capital do Estado. Foi um desportista arrojado e digno.

Comerciante de grande prestígio e eficiente à direção de seus negócios comerciais. Viveu muito tempo nessas atividades. Iniciou uma pequena indústria de sabão que não foi além dos primeiros passos. Foi destaque da Associação Comercial. Desportista de alma e coração. Tido e havido como rico e jamais agiu como um privilegiado econômico. Proprietário de muitos imóveis, prédios valiosos e de destaque ao seu tempo. Gostava de brincar o carnaval. Fantasiado ao seu modo, chapéu de palha  a aba larga à Mexicano. Sempre acompanhado de mulheres ricamente fantasiadas, tornou-se assim uma figura pitoresca e simpaticamente apreciável. 

FRANCISCO FERREIRA LEAL, homem de destaque em todas as suas atividades. estudou contabilidade e ciências econômicas, curso feito com muito cuidado, foi bom estudante. Já de mentalidade adulta desenvolvia o seu mundo intelectual com boa leitura. Ingressou no PSD e foi membro de seu Diretório, muito amigo do Dr. Godofredo de Barros formou conosco à dissidência contra o  candidato imposto ao partido. Nos comícios era animado. Não era orador, mas sempre preciso e incisivo, palavra mais ou menos fácil. No terceiro plenário repetia sempre a seguinte frase: "O Poder que não pode não é poder".

"CHICO LEAL", como era conhecido privava da nossa amizade, havia entre nós admiração e respeito mútuo, participamos de várias campanhas políticas. Era filho do cidadão português - José Ferreira Leal e Dona Ana Barbosa Leal. Depois de muitos anos  de boa saúde adoecera e passou muito tempo em cadeira de rodas. Nasceu no dia 13 de janeiro de 1895, e faleceu com a idade de 91 anos e 16 dias, no dia 29 de janeiro de 1986. Foi sepultado no Cemitério São Miguel. Deixou ao que sabemos, um único filho.

FRANCISCO FERREIRA LEAL (Chico Leal) é um dos vultos da nossa e sua cidade, que viveu toda a sua existência aqui na terra das tardes mornas de verão. A sua memória deve ser lembrada com carinho e respeito.

*Dr. José Francisco de Souza | Advogado, jornalista, cronista e historiador | Garanhuns, 08 de fevereiro de 1986.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

A presença do filme “Coração de Neon” em Cannes, na França, pode estar abrindo uma nova fase do cinema brasileiro. A produção curitibana aca...