terça-feira, 17 de maio de 2022

Criança pobre


Dom Gerardo de Barros Wanderley

É tarde de chuva.

Uma criança maltrapilha,

com fome e frio,

bate à porta

da Casa de Deus.

Saciada a fome,

aprende o sinal da Cruz

e volta,

alimentada e revestida,

para a luta,

para a infância,

para a vida.

Garanhuns, 18 de dezembro de 1951.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

30º FIG homenageia Ivo Amaral e Marcílio Reinaux

Blog do Carlos Eugênio Garanhuns vive a expectativa do lançamento da programação oficial do 30º Festival de Inverno. Neste ano, a Festividad...