terça-feira, 10 de maio de 2022

História de Garanhuns

Seresteiro Washington Medeiros realiza sonho da mocidade e eterniza sua voz no Álbum "Vontade de Amar"

Texto de Maurício Acioly

Ano de 1951. Maio. Trinta e um dias consagrados a MARIA, MÃE DE JESUS. As flores parecem desabrochar com perfumes mais suave e com cores mais vivas, que lhes emprestam mais encanto e beleza. Garanhuns engalanada, recebia na época, o seu grande marco de progresso e cultura. Memoráveis festejos aconteciam com a inauguração da RÁDIO DIFUSORA DE GARANHUNS.

Tudo era alegria e contentamento; a "pioneira" trazia para esta região pernambucana, a abertura de novos horizontes para a divulgação daquilo que é bem nosso; dali por diante poderíamos dizer da nossa cultura, falar da nossa gente e das nossas tradições; divulgar a salubridade do nosso clima e tradição dos nossos educandários; mostrar, enfim, toda a beleza de uma terra fértil e dadivosa.

O Rádio em sua plena força, com o seu pleno poder de comunicação, trouxera intérpretes dos mais representativos do mundo artístico; expoentes máximos da música e do canto! Uma legião aqui esteve presente naqueles memoráveis dias de grandioso acontecimento. Toda aquela gente ansiava por ver e se deliciar com tudo o que se lhe apresentava de bom, mavioso e belo!...

O povo entusiasticamente aplaudia aos artistas que foram de logo conquistados por sua acolhida fidalga e primorosa educação, e os ilustres caravaneiros conquistaram o povo através de suas esplendorosas apresentações... Entre eles, o inesquecível desfile dos nossos valores, "a prata da casa", e nesta prata, uma joia, uma joia de voz.

Uma voz moça, vibrante, harmoniosa e cheia de melodia, convergindo para si, parte das ovações tributadas aos visitantes. Era WASHINGTON MEDEIROS, que recebia com mais entusiasmo o calor humano, delirante salva de palmas que consagrariam, e consagram a mais nova revelação do meio radiofônico nordestino.

Os anos se foram. Oportunidades diversas lhe surgiram, mas Washington preferiu ficar. Resolvera que nada o afastaria do seu meio, desprezando, quem sabe, a fortuna e a glória, para também emprestar às noites prateadas e de garoa da bela Garanhuns, o encanto das mais autênticas serestas, que até hoje perduram para o nosso devaneio e para a sua íntima satisfação.

Agora, consegue o nosso seresteiro, realizar um dos seus mais acalentados sonhos da mocidade já bem distante. O seu ideal era eternizar a sua bonita voz. Agora surge este Álbum, no qual Washington reúne um buquê de valsas que ontem nos embalaram e que hoje nos emocionam no ocaso da vida.

Nós, os saudosistas, temos aqui, neste seu primeiro micro-sulco, tudo do que gostamos... WASHINGTON, O DIOCESANO, NOSSAS FLORES E A PRÓPRIA GARANHUNS!

_____________________________________________________________________

Washington Pacheco de Medeiros foi casado com a Sra.  Adolfina Pacheco Sá dos Santos mais conhecida como "Dona Dodô".  Washington Medeiros passou todos os 60 anos de vida cultivando a música, grande defensor da Música Popular Brasileira e teve como uma das suas grandes amizades o cantor Augusto Calheiros o "Patativa do Norte".

Cultivou essa amizade com Augusto Calheiros até o fim, ao ponto de, com outros amigos desta terra, trazer os restos mortais de Calheiros do Rio de Janeiro para Garanhuns. 

Se a canção vivia dentro de si, a radiodifusão também, pois fez da Rádio Difusora de Garanhuns (Rádio Jornal), uma alavanca brilhante e que por muitos anos encantou as noites de Garanhuns com o grande amigo o ex-prefeito de Garanhuns José Inácio Rodrigues. Natural de Lajedo - Pernambuco, faleceu em 05 de março de 1987.

VONTADE DE AMAR - SERESTAS

FACE A

1 - Vontade de Amar

Valsa - (Amado Régis e Avelar de Souza)

2 - Garoto da Rua

Samba - (Renné Bitencourt)

3 - Chuá-Chuá

Canção - (Pedro Ivo de Sá Pereira e Ary Pavão)

4 - Sonho de Ilusões

Valsa - (Augusto Calheiros)

5 - Senhor da Floresta

Samba - (Renné Bitencourt)

6 - Grande Mágoa

Valsa - ( J. Luiz e J. Rezende)

FACE B

1 - Célia

Valsa - (J. Rodrigues Rezende e Augusto Calheiros)

2 - Cabocla Bonita

Canção (Washington Medeiros)

3 - Saudades do Meu Norte

Samba - (Augusto Calheiros e Arthur Goullart)

4 - Meu Dilema

Valsa - (Guilherme Britto)

5 - Mané Fogueteiro

Samba - (João de Barro)

6 - Audiência Divina

Valsa (Guilherme Britto)

Ficha Técnica

Direção Musical - Ivanildo Martins

Técnico de Som - Hercílio Bastos

Foto Capa - Mauro Lima

Produção - Rubem Barros

Layout da capa - Amauri Barros

Músicos

Ednaldo - Acordeon

Guebinha - Flauta

Arlindo Outtes - Bandolim

Zé Paulo - Baixo

Otacílio e Bibi - Violões

Silva Torres - Cavaquinho

I. Martins - Pandeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Municípios de PE recebem R$ 87,9 milhões da cessão onerosa em 20 de maio

Municípios pernambucanos recebem recursos da cessão onerosa no valor de R$ 87,9 milhões na próxima sexta-feira, 20 de maio. Uma das conquist...