quinta-feira, 26 de maio de 2022

Inovação Emocional: Nova obra de Heloísa Capelas ensina como reciclar comportamentos para construir relações mais positivas e sustentáveis

Já parou para pensar na quantidade de lixo que geramos diariamente? Além do lixo material, também produzimos resíduos emocionais, que envolvem pensamentos negativos, fatos mal resolvidos, tristezas, mágoas e ressentimentos. O acúmulo desse lixo mental é capaz de intoxicar nossa essência e reciclar os sentimentos passa a ser essencial para nossa transformação e evolução.

Uma atitude equivocada, um comportamento explosivo, uma falta de atenção de quem tanto esperávamos podem ser alguns dos gatilhos para a geração de sentimentos negativos e muitas outras dores que permeiam nosso íntimo no dia a dia e ao longo da vida. Sabendo disso, por que será que continuamos agindo em piloto automático, repetindo erros e contaminando a sociedade por diversas gerações?

Com o objetivo de propor um grande desafio de reciclagem desses comportamentos, Heloísa Capelas, uma das mais renomadas escritoras e palestrantes do país, acaba de lançar o livro Inovação Emocional. A obra faz uma profunda viagem de autoconhecimento que permite identificar, com honestidade, a origem dos padrões que sabotam a plenitude, o sucesso e o bem-estar, a partir da ruptura com crenças infantis, implementadas no subconsciente e que levam a atitudes de repetição nada saudáveis, inspiradas no que foi absorvido pelo convívio e educação recebidos.

“O lixo emocional é a insatisfação nua e crua vinculada ao desamor. Todos nós, em algum momento de nossas vidas, nos sentimos abandonados por nossos pais ou cuidadores. Um sentimento tão complexo que, muitas vezes, não conseguimos percebê-lo, entendê-lo ou processá-lo. Por isso, frequentemente, pulamos essa dor e vamos direto para a raiva. E estamos todos com muita raiva represada, muita raiva guardada e pronta para explodir. Para inovar e fazer diferente, para salvar minhas relações, para desenvolver sustentabilidade emocional, eu preciso me olhar e olhar para minha história, para minha sociedade, para meu entorno”, destaca Heloísa.

Ao abrir as cortinas para um cenário reversível, a autora revela os caminhos da autoconsciência a serem percorridos para o desenvolvimento da autoliderança e da autonomia emocional, com resultados capazes de impactar em todas as áreas da vida, do convívio familiar ao corporativo e social.

“Ao assumir com responsabilidade tudo aquilo que é seu, qualidades e defeitos, você tem a oportunidade de mudar sua trajetória e caminhar em direção àquilo que realmente deseja alcançar. Isso porque, ao assumir a liderança de si mesmo, você sai da posição de vítima e assume o protagonismo. Nesse processo, esteja aberto para ouvir, sentir e identificar respostas que costuma dar automaticamente às situações rotineiras. Elas te representam? Representam o que você quer ser para o mundo? Se você aceitar se desvencilhar dos comportamentos que o usam, mas que não são você, terá a chance de inovar de dentro para fora. Da mesma forma, a autonomia emocional é escolher o que você vai pensar e sentir sobre si mesmo e sobre o mundo à sua volta, escolher se o outro tem o poder de te magoar ou se ficará ressentido àquela mágoa ou não”, explica Heloísa.

Sobre Heloísa Capelas

Heloísa Capelas é reconhecida como a maior especialista do país em autoconhecimento autoliderança e inovação pessoal. É CEO do Centro Hoffman e está à frente do Processo Hoffman no Brasil – treinamento de autoconhecimento aplicado em mais de 15 países e que já teve seus resultados avalizados pela Universidade Harvard (EUA). Também está à frente da Câmara Feminina do Instituto Êxito de Empreendedorismo. É autora dos best-sellers “O Mapa da Felicidade”, “Perdão, a Revolução que Falta” e “Inovação Emocional”, e coautora de mais cinco livros sobre liderança e coaching. É criadora do Universo do Autoconhecimento, primeira plataforma de treinamentos online dedicada exclusivamente ao tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Em 1935 Lampião leva pânico aos moradores de Garanhuns

Noites de inquietação e pavor de 26 de maio  a 1º de junho, em Garanhuns, com as notícias de Lampião nas proximidades. De fato, no dia 29 de...