terça-feira, 17 de maio de 2022

O Leão da Neméia


Paulo Gervais

Depõe as armas;

Em ti somente

Onde há selva

O leão vive:


Esta dor fera

de ser sem glórias

de juba ou mandíbula,


Apenas as unhas

projetando os dedos

da mão-de-pilão


podem sustentar o sol

contra a pele

do crepúsculo geral


e desfazer o plano

da noite, que abre

a boca, e exibe


os alvos dentes

como se fossem estrelas.

Garanhuns, 2001.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

30º FIG homenageia Ivo Amaral e Marcílio Reinaux

Blog do Carlos Eugênio Garanhuns vive a expectativa do lançamento da programação oficial do 30º Festival de Inverno. Neste ano, a Festividad...