terça-feira, 7 de junho de 2022

Galeria Janete Costa abriga a mostra “A beleza da lagoa é sempre alguém”

Celeiro das Alegrias Futuras”, de Bisoro, é uma das obras que ficarão em cartaz na Galeria Janete Costa

Onze artistas pernambucanos estarão presentes na exposição “A beleza da lagoa é sempre  alguém”, que ficará em cartaz entre os dias 18 de junho e 21 de agosto, na Galeria Janete Costa (R. Setúbal, 1023 – Boa Viagem, Recife – PE). A  exposição é uma realização da Revista-Espaço Propágulo e conta com o incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do  Funcultura.

O título da exposição foi apropriado de uma passagem do livro “A Desumanização”, do  escritor português Valter Hugo Mãe. O livro conta a história de uma menina que perdeu a  irmã gêmea, e através deste enredo aborda a solidão, a solitude, a ausência e a presença do  outro. Fala ainda da humanidade frágil e a dependência do outro, que embora nem sempre  seja um outro que faça bem, contribui para a construção de quem somos. Porém, a  exposição não pretende ser uma tradução da obra ou uma transposição de seu enredo para  um contexto espacial, a temática é apenas um pontapé para o desenvolvimento da linha  curatorial em construção.

A seleção dos artistas teve início com convocatória pública, lançada nas redes sociais da  Propágulo, em janeiro deste ano, onze artistas foram selecionados para compor a exposição  “A beleza da lagoa é sempre alguém”. São eles: Anti Ribeiro, Bisoro, Clara Simas, Luana Andrade, Marcela Dias, Marina Soares, Matheusa  Santos, Nara Gual, Rayellen Alves, Tacio Russo, Tatiana Móes foram os artistas selecionados,  de mais de cem inscritos, em processo curatorial realizado pelo curador Guilherme Moraes,  por Mariana Melo e demais integrantes da Propágulo. A exposição também contará com  dois artistas convidados: Luana Andrade e Rayellen Alves.

O principal critério para a seleção foi a relação das propostas com a temática da exposição. Os artistas escolhidos estarão na exposição, como também na oitava edição da revista  Propágulo, que será lançada na abertura da exposição.

Sobre a Propágulo

A Propágulo é uma revista-espaço voltada para as diferentes formas de se mediar arte. Em  suas atuações, reúne a produção de periódicos impressos, livros, eventos, exposições,  residências e ações educativas, tendo como foco a produção artística contemporânea do Estado de Pernambuco.

Movidos pela vontade de criar conexões e diálogos entre os diferentes atores do setor cultural,  contamos com uma ampla atuação no contexto das artes visuais, já tendo mapeado mais de  100 artistas emergentes e envolvido efetivamente mais de 150 realizadores em suas atuações.

Fonte: Secult/PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Em 1935 Lampião leva pânico aos moradores de Garanhuns

Noites de inquietação e pavor de 26 de maio  a 1º de junho, em Garanhuns, com as notícias de Lampião nas proximidades. De fato, no dia 29 de...