quarta-feira, 27 de julho de 2022

ENGENHARIA CIVIL | Telhados ecológicos são eficazes na diminuição dos efeitos das ilhas de calor


Por Fernanda Soares

A ilha de calor é um fenômeno climático que acontece principalmente em cidades com elevado grau de urbanização, surgindo devido à alta concentração de asfalto, ruas, avenidas e concreto — encontrado em prédios, casas e outras construções. Nestas cidades, a temperatura costuma ser maior do que nas regiões rurais circundantes. Consequentemente, há uma piora na qualidade do ar e das águas, seguida da ocorrência de doenças associadas à queda da qualidade de vida nessas áreas. Uma alternativa a isso é o uso dos telhados ecológicos.

Em sua dissertação “Desempenho de telhados ecológicos em área urbana”, a engenheira civil Haylla Rebeka de Albuquerque Lins Leonardo, mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), analisou o comportamento térmico no interior de ambientes abaixo de telhados ecológicos (frios e verdes) em comparação com ambientes sob cobertura tradicional (laje). Os resultados obtidos foram positivos em estudo sobre os telhados ecológicos na diminuição dos efeitos do fenômeno climático em comparação aos telhados de concreto.

A utilização de telhados verdes nas edificações está associada a benefícios estéticos, acústicos, térmicos, hídricos e para a qualidade do ar. No estudo, Haylla aponta que, ao ser usado na cobertura colocada sobre a laje, o telhado frio ou verde pode funcionar como uma camada protetora para o ambiente interno abaixo da laje. Isso resulta na melhoria na qualidade de vida da população, principalmente para a de baixa renda, com a minimização na geração de resíduos sólidos. Além disso, uma das principais funções do telhado verde é absorver volumes de água da chuva e liberá-las em um ritmo reduzido e controlado, reduzindo o escoamento artificial presente no telhado convencional.

Orientada pela professora Sylvana Melo dos Santos, a pesquisa relata que a principal funcionalidade dos telhados nas edificações é a proteção do ambiente interno contra as intempéries externas. O telhado ecológico se destacou por reduzir a temperatura no interior do ambiente em até 4,49% quando comparado com a temperatura externa máxima. O telhado com apenas concreto apresentou os maiores valores de temperatura; em contrapartida, a cobertura do telhado verde apresentou as menores temperaturas internas e uma baixa variação. A cobertura verde também tem destaque pelo seu desempenho térmico, resultando na retenção de partículas em suspensão e poluentes e pelo sequestro de gás carbônico.

METODOLOGIA - A pesquisa utilizou como área de estudo a Unidade Experimental de Telhado Ecológico do Recife, situada no Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) do Campus Recife da UFPE. Foram analisados os dados coletados abaixo de cada cobertura no período de abril a junho de 2021. Anteriormente, foi feita a caracterização meteorológica da região, a partir dos dados obtidos dos anos de 2009 a 2019. Os dados de temperatura ambiente externa foram tratados e processados, visando analisar o desempenho térmico das coberturas estudadas. Para isso foram considerados os valores de temperatura externa disponibilizados no site do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de 2021 da estação meteorológica de observação de superfície automática instalada no município de Recife, no bairro da Várzea, onde ficam as unidades experimentais. Foram aplicadas técnicas de análises de dados através da programação eletrônica, utilizando a linguagem Python com a aplicação de frameworks, e análises estatísticas descritivas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O alfaiate de Garanhuns

João Marques* Luiz Gonzaga cantava uma música que dizia "Sou alfaiate do primeiro ano / Pego na tesoura e vou cortando o pano". Is...