segunda-feira, 18 de julho de 2022

Lampião em Serrinha do Catimbau será lançado na Academia de Letras de Garanhuns

Sede da Academia de Letras de Garanhuns

Será lançado nesta terça-feira, 19 de julho, às 10 horas da manhã, na sede da Academia de Letras de Garanhuns, localizada na Rua Quinze de Novembro, 287, dentro da programação da instituição no 30º FIG, a mais recente obra do escritor Junior Almeida, o livro Lampião em Serrinha do Catimbau, trabalho de pesquisa histórica que narra as ações do Rei do Cangaço e os seus cabras no antigo distrito de Garanhuns.

O título do livro é Lampião em Serrinha do Catimbau, mas poderia perfeitamente se chamar “Lampião em Garanhuns”, afinal, as terras do atual município de Paranatama, faziam parte, em 1935, do enorme território da Suíça Pernambucana.

O LIVRO

Lampião em Serrinha do Catimbau, como dito, narra a investida de Lampião e seu bando a Serrinha, na época um simples distrito pertencente a Garanhuns e hoje município de Paranatama. O livro traz fatos novos sobre o episódio no qual Maria Bonita foi alvejada com um tiro no ombro e outro nas nádegas, obrigando Lampião e seu bando saírem em retirada.

Na obra, Junior Almeida apresenta ao público uma dedicada e extensa pesquisa trazendo à tona a rota de fuga do bando, após o fogo de Serrinha. Escreve sobre o local em que Maria ficou em tratamento em meio à caatinga, bem como seu algoz e seu anjo da guarda, o homem que tratou de a mulher de Lampião durante 40 dias.

O AUTOR

Junior Almeida nasceu em Garanhuns, Pernambuco em novembro 1972. Seu ensino fundamental e médio foi entre Capoeiras, no Grupo Escolar Dahilva Siqueira e Colégio Municipal José Soares de Almeida, Garanhuns, no Colégio XV de Novembro e, em João Pessoa, Paraíba, no Colégio Central de Aulas, CA. Em Recife estudou nos colégios Carneiro Leão e Marista.

Graduou-se em História pelo Centro Universitário de Maringá - Unicesumar -, na cidade de Caruaru, Pernambuco, e é pós-graduado em História, Cultura e Literatura Afro Brasileira e Indígena pela mesma instituição.

É Membro do Conselho Consultivo Alcino Alves Costa, do Instituto Cariri Cangaço do Brasil, sócio fundador da ABLAC - Academia Brasileira de Letras e Artes do Cangaço e do GECAPE - Grupo de Estudos do Cangaço de Pernambuco.

É autor dos livros A Volta do Rei do Cangaço, de 2015, Lampião, o Cangaço e Outros Fatos no Agreste Pernambucano, de 2018 e Capoeiras, Pessoas, Histórias e Causos, de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Congresso em Garanhuns debate Direito Penal e Processo Penal

Evento acontece no Hotel Sesc de Garanhuns, nos dias 17/08 e 18/08. As inscrições já estão abertas. Será realizado na próxima quarta e quint...