segunda-feira, 18 de julho de 2022

Lula chega à convenção com a maior aliança de todas as suas campanhas presidenciais

Geraldo Alckmin e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert)

Ao disputar sua sexta eleição presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá, desta vez, sua maior aliança. "Com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) no posto de candidato a vice-presidente, a chapa 'Vamos junto(a)s pelo Brasil' deverá se apresentar na disputa com sete legendas coligadas: PT, PSB, PCdoB, PV, Psol, Rede e Solidariedade. Juntos, esses partidos elegeram 123 deputados federais na última eleição, o que equivale a quase um quarto da Câmara (24%)", informa o jornalista Ricardo Mendonça, no Valor Econômico.

"Nas cinco ocasiões anteriores em que disputou a Presidência da República (1989, 1994, 1998, 2002 e 2006), Lula nunca dispôs de uma coligação tão ampla. O mais próximo disso ocorreu em 1994, quando também obteve o apoio formal de sete agremiações. Na ocasião, porém, os partidos coligados tinham menos da metade da força parlamentar da coligação de agora. Eram 54 deputados", acrescenta.

A chapa Lula-Alckmin será oficializada nesta quinta-feira 21, em São Paulo, data em que Lula estará em Pernambuco, participando de atos de pré-campanha. (Fonte: Brasil 247).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília é a esperança de dias melhores para os pernambucanos

Por Eudson Catão* Marília Arraes é a pessoa certa, na hora certa, para virar a página e tirar do poder um grupo que se encastelou no Governo...